BC da Índia alivia tom sobre inflação

Presidente do Banco Central aliviou nesta terça-feira regras para incentivar o empréstimo bancário e baixou o tom de sua retórica sobre a inflação

Mumbai - O presidente do banco central da Índia, Raghuram Rajan, aliviou nesta terça-feira regras para incentivar o empréstimo bancário e baixou o tom de sua retórica sobre a inflação em medidas que devem ser bem recebidas por um governo voltado às empresas e determinado a reanimar o crescimento econômico.

O banco central da Índia, que manteve a taxa de juros em 8 por cento como esperado, também indicou que não vai elevar os juros enquanto as pressões inflacionárias continuarem a diminuir.

O relaxamento do crédito e as declarações do BC sobre a inflação colocarão o ônus sobre o novo governo para seguir com gastos fiscais conservadores e reformas mais amplas para colocar a terceira maior economia da Ásia de volta nos trilhos, disseram economistas.

"Se a economia continuar em seu curso, mais aperto de política não será justificado", disse Rajan no comunicado do BC, referindo-se à tendência de moderação da inflação.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.