Farmacêutica recolhe Losartana do mercado; entenda o caso

A Sanofi Medley anunciou que o medicamento para pressão alta e insuficiência cardíaca será removido das prateleiras por precaução; até o momento, nenhum evento adverso foi relatado
 (Sanofi Medley/Divulgação)
(Sanofi Medley/Divulgação)
Por Laura PanciniPublicado em 10/03/2022 15:49 | Última atualização em 10/03/2022 16:32Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A farmacêutica francesa Sanofi Medley anunciou na quarta-feira, 9, que irá recolher todos os lotes de remédios com o princípio ativo Losartana das prateleiras. O medicamento é indicado para o tratamento de insuficiência cardíaca e pressão alta.

A empresa ressalta que o movimento é uma medida de precaução "devido à presença de impurezas mutagênicas nos produtos", que poderiam causar mudanças no DNA de uma célula. Esse tipo de contaminação tende a ser devido a um erro no momento de fabricação do produto.

"Até o momento, não existem dados para sugerir que o produto que contém a impureza causou uma mudança na frequência ou natureza dos eventos adversos relacionados a cânceres, anomalias congênitas ou distúrbios de fertilidade. Assim, não há risco imediato em relação ao uso dessas medicações contendo losartana", informou a farmacêutica.

Após ajustes no Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), todos os remédios vão voltar para circulação. Até o momento, a Medley garante que não recebeu relatos de eventos adversos.

Veja a lista dos remédios que serão recolhidos pela Medley:

  • Valtrian® HCT (losartana potássica + hidroclorotiazida) 50 mg + 12,5 mg
  • Valtrian® HCT (losartana potássica + hidroclorotiazida) 100 mg + 25 mg
  • Valtrian® 50 mg (losartana potássica)
  • Valtrian® 100 mg (losartana potássica)

A empresa afirmou em nota que "o risco para a saúde de descontinuar abruptamente estes medicamentos sem consultar seus médicos ou sem um tratamento alternativo é maior do que o risco potencial apresentado pela impureza em níveis baixos". Portanto, o recomendado é contatar o médico antes de qualquer medida.

Caso o paciente tenha um dos medicamentos em casa, ele deve agendar uma coleta (sem qualquer custo) através do número 0800-703-0014, de segunda a sexta-feira, das 08h às 18h.