Asteroide do tamanho de um ônibus vai passar bem perto da Terra

Não é meme: mais um asteroide gigantesco vai passar muito, mas muito perto da Terra nesta quinta-feira

Não é meme: mais um asteroide do tamanho de um ônibus vai passar muito, mas muito perto da Terra nesta quinta-feira, 24. Mas calma, não há motivos para preocupação. Isso porque ele é relativamente pequeno e vai passar a mais de 22 mil quilômetros de distância da superfície da Terra. Apenas os satélites geoestacionários (aqueles que completam a rotação da Terra em 24 horas) poderão vê-lo de perto — e olha que eles mesmos estão a 36 mil quilômetros do nosso planeta.

Os cientistas acreditam que o 2020 SW mede de 5 a 10 metros, com base em seu brilho — o que seria o tamanho de um pequeno ônibus escolar, mas ainda menor do que um ônibus articulado, que tem 17 metros (pelo menos isso). Apesar de não alcançar a Terra, caso o contrário acontecesse, a pedra espacial com quase toda certeza quebraria em nossa atmosfera e se tornaria um meteoro brilhante conhecido como bola de fogo.

Depois de sua pequena parada pela Terra, ele vai continuar a sua viagem ao redor do Sol e só vai voltar por aqui em 2041, mas até lá, muito mais longe do que neste ano.

Vale lembrar que a passagem de asteroides próximos à Terra não é algo tão incomum e por isso a situação vem acontecendo com frequência nos últimos meses. Em algumas delas, os cientistas nem conseguem imaginar que eles vão passar perto até, bom, eles já terem passado. Por sorte, o asteroide 2020 SW foi descoberto na sexta passada, mais de uma semana antes de sua visita.

“Vários asteroides pequenos como esse se aproximam perto de nosso planeta várias vezes no ano. Os asteroides desse tamanho impactam a nossa atmosfera em média de um a cada dois anos”, afirmou Paul Chodas, da Nasa, em comunicado publicado no site oficial da agência.

Asteroide do tamanho de um ônibus vai passar bem perto da Terra Animação da Nasa mostra como será passagem de asteroide

Animação da Nasa mostra como será passagem de asteroide (NASA/Reprodução)

Apenas para nível de comparação, o nosso principal satélite, a Lua, está a 384.400 quilômetros de distância da Terra. Em agosto, o 2020 QG se tornou o asteroide que passou mais perto da Terra na história da humanidade, passando a cerca de 2.945 quilômetros da nossa superfície e não nos atingindo. O pior foi que ele só foi descoberto seis horas depois de ter passado no Sul do Oceano Índico.

De acordo com a Nasa, esse tipo de problema não deve acontecer mais nas próximas vezes. “As capacidades da Nasa de detectar asteroides estão em melhora contínua e esperamos que agora vamos poder encontrar asteroides deste tamanho dias antes de ele chegar perto ao nosso Planeta”, completou Chodas.

Mas esse não será o último asteroide de 2020: outro deve se aproximar da Terra perto das eleições americanas, no dia 2 de novembro, enquanto as votações para decidir o próximo presidente dos Estados Unidos acontecem um dia depois. Mas, segundo a Nasa, ele será muito pequeno para ser prejudicial.

A estimativa da Nasa é de que existem cerca de 100 milhões de asteroides pequenos como o SW flutuando pelo espaço, mas eles são mais difíceis de encontrar — a não ser que, como esse, passem bem perto da Terra.

Quem quiser assistir a passagem vai conseguir pela internet, com uma transmissão ao vivo feita pelo Virtual Telescope Project, que já começou desde quarta, 23.

Em meio à pandemia do novo coronavírus, é bom que os asteroides passem bem longe — os humanos não precisam de mais essa.

Asteroide ou… esteroide?

Na última semana, um vídeo do TikTok ganhou visibilidade nas redes sociais quando a usuária @lizemopetey, paleontologa, fez um vídeo engraçado sobre uma suposta conversa que Deus teria tido com um anjo no momento em que o asteroide que dizimou a espécie caiu na Terra.

No vídeo original, Lize brincava com a similaridade entre as palavras “meteor” (meteoro, em inglês) e “meatier” (mais carnudo, forte). É claro que os brasileiros traduziram o vídeo. Por sorte, nenhuma confusão do tipo será feita nesta quinta.

 

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

 

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.