Passagem de volta ao mundo: o bilhete que te leva a todos os continentes

Criada pela Star Alliance, que reúne diversas aéreas, o bilhete vale para 14 países escolhidos pelo passageiro e pode ser pago com dinheiro ou milhas

Você já se imaginou fazendo uma viagem de volta ao mundo usando um único bilhete de avião? Esta é a proposta da "passagem de volta ao mundo" criada pela Star Alliance --- grupo que reúne diversas companhias aéreas de todo o mundo. O ticket, que pode tanto ser pago em dinheiro quanto em milhas, dá ao viajante a possibilidade de escolher 14 países de qualquer continente.

O preço da aventura é salgado: sai em torno de 39 mil reais por pessoa na classe econômica ou 78 mil reais na executiva. A boa notícia é que também dá para comprar a passagem usando milhas. Em uma simulação com os pontos da TAP, companhia conhecida dos brasileiros, o bilhete sairia por 250 mil milhas na econômica ou 350 mil na executiva.

Montar o roteiro é o que requer mais atenção, isso porque ele precisa iniciar pelo
Oceano Atlântico ou Pacífico e seguir um sentido circular, ou seja, não é possível
retornar a um destino anterior. Se você sair de São Paulo com destino aos Estados
Unidos, sua segunda parada não pode ser retornar para a Colômbia, por exemplo.

O bilhete dá o direito de escolher até 10 países diferentes e mais 4 Open Jaw, o famoso bilhete "boca
aberta", que é quando você entra por um país e sair por outro --- algo muito comum na
Europa ---, totalizando assim 14 destinos.

Além do número de países que você pode entrar, o roteiro tem uma limitação de milhas a serem percorridas, por isso, traçar  uma estratégia ao montar a viagem é essencial. “Você precisa encaixar a distância máxima a ser percorrida com a disponibilidade de voos para a data que você quer. A econômica, por exemplo, tem uma maior quantidade de voos disponíveis para a 'passagem de volta ao mundo' do que na executiva, por isso, sempre tenha países de plano B para recorrer e claro, você também terá os 4 opening-hours para usar”, explica o especialista em milhas Rodrigo Góes, autor
do livro "O mapa para acumular 1 milhão de milhas".

Volta ao mundo: Rodrigo Góes se prepara para realizar esta aventura na companhia da esposa e da filha.

Volta ao mundo: Rodrigo Góes se prepara para realizar esta aventura na companhia da esposa e da filha. (Rodrigo Góes/Divulgação)

No site da Star Alliance, é possível fazer uma simulação dos valores em dinheiro e milhas
e também traçar rotas de possíveis roteiros. As questões referentes à vistos, documentação e vacinas seguem as mesmas de uma viagem normal. “Comprar essa passagem não te isenta de precisar ter os vistos exigidos para os países que você pretende ir e também as taxas de embarque que são pagas à
parte. Além do seguro saúde, que pode ser comprado abrangendo todos os locais pelos
quais passará, ou usar o do cartão de crédito”, ressalta o especialista.

Góes se prepara para realizar esta aventura na companhia da esposa e da filha. “A gente sempre gostou de viajar, mas desde que a Maya nasceu ouvimos muito que isso não seria possível mais. Queremos mostrar o contrário, mas sem omitir os perrengues, claro, e aproveitar para conhecer os destinos que ainda não fomos”, explica. Para criar o roteiro, que deve passar por locais como Canadá, Japão e Austrália, o especialista priorizou climas semelhantes e estrutura hospitalar, caso seja necessário.

O uso do bilhete, no entanto, depende das condições epidemiológicas. Isso porque para além de viagens não essenciais não serem recomendadas neste momento, diversos países ainda estão com restrições para a entrada de turistas. "Sabemos que o fato de que podermos viajar não quer dizer que a Pandemia acabou. A reabertura é positiva nesse para o turismo que sangrou muito, porém pede cuidado redobrado e mais planejamento do que antes", diz Góes, que planeja sua viagem para setembro de 2021. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 9,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.