Na Black Friday, Evino dá início a parceria com a Casa Bauducco

Parceria marca entrada do e-commerce de vinhos no canal físico; as empresas passarão a vender os produtos uma da outra

Seja qual for o cardápio, duas coisas não podem faltar nas festas de fim-de-ano: vinho e panetone. Pensando nisso, Evino e Bauducco firmaram uma parceria que tem início nesta Black Friday. A Evino passa a vender panetones da Bauducco e a Bauducco, a vender vinhos importados pela Evino.

Ganha pouco, mas gostaria de começar a guardar dinheiro e investir? Aprenda com a EXAME Academy

A princípio, serão poucos itens. O Panettone Bauducco de um quilo e o Chocottone de 750 gramas em lata para presente entram no site da Evino. Dois vinhos, o branco Pinot Grigio e o tinto Rosso Toscano, ambos da vinícola Famiglia Castellani, passam a ser vendidos no e-commerce da Bauducco. E outros dois, o espumante Promosso Montelvini e o tinto Milasso 8 Vites, estarão presentes nas 83 lojas da Casa Bauducco espalhadas pelo Brasil. Os vinhos, todos italianos para combinar com a história da Bauducco.

Famiglia Castellani Pinot Grigio 2019

Famiglia Castellani Pinot Grigio 2019 (Divulgação/Divulgação)

Mesmo com um número reduzido de itens no entanto, as duas empresas estão muito otimistas com a parceria que deve ajudar ambas a ampliar sua base de consumidores por meio de algo muito valorizado hoje quando o assunto é vendas: uma multiplicidade de canais de contato com o consumidor.

Famiglia Castellani Toscano Rosso 2016

Famiglia Castellani Toscano Rosso 2016 (Divulgação/Divulgação)

As festas de fim-de-ano são um ponto de partida. “O Natal é um momento de consumo especial, no qual o vinho costuma estar presente”, diz Paulo Cardamone, diretor da Casa Bauducco. “Na hora de presentear, vinho e panettone combinam muito, ambos compõem bem as cestas de Natal”.

Ambas as partes, contudo, garantem que pretendem continuar com a parceira mesmo depois do Réveillon. “Estamos explorando”, completa Rodrigo Matheus, head de e-commerce da Bauducco. “Para realmente ver o tamanho desse negócio . Acreditamos em um potencial de 10 a 20% de participação dos vinhos nas vendas do e-commerce.”

Para a Evino, que nasceu na internet, além de um bom negócio entre dois sites, a ação conjunta é uma forma de testar as vendas físicas. Segundo o co-CEO Ari Gorenstein, a Evino não pensa em montar uma loja tão cedo, mas isso não quer dizer que não possa fazer vendas físicas. “A gente estudou bastante a abertura de uma loja física”, afirma. “Porém chegamos à conclusão de que ainda existe muito valor a se captar no digital antes de dar esse passo. Mas temos, sim, a ambição de ampliar a presença física dos vinhos da Evino, com parceiros. Ter uma presença mais forte no canal off-trade. Entendemos que os clientes de outros canais muitas vezes podem ter a vontade de experimentar os serviços da Evino, que é muito forte em curadoria e seleção de bons vinhos por um ótimo preço”.

Miliasso 8 Vites Piemonte DOC Rosso 2018

Miliasso 8 Vites Piemonte DOC Rosso 2018 (Divulgação/Divulgação)

Essa presença física poderia acontecer em diversos formatos, sempre por meio de parcerias. Parcerias com empresas que, como a Bauducco, tenham uma sobreposição de públicos e interesses. Pensam também no formato store in store, um corner dentro de uma loja de produtos que tenham relação com vinho. E estão finalizando uma parceria com a Adega Compartilhada, uma empresa de vending machines de vinho. A ideia é, no começo do próximo ano, já instalar a primeira máquina de vender vinhos Evino em um coworking de São Paulo.

A máquina terá cerca de 30 rótulos, entre garrafas e latas, com diferentes perfis. “Terá um maior número de rótulos de preço mais acessível”, diz Gorenstein. “Mas a máquina deve de tudo, até rótulos premium. Não serão sempre os mesmos. Vão rodar.” Ele conta que a vending machine Evino foi adaptada para ter um painel touch screen onde o consumidor poderá buscar informações sobre os vinhos ali vendidos.

Mas esse formato depende muito da circulação de pessoas em espaços públicos. Então, a Evino pretende investir mais nele depois que passar a pandemia. “É mais um canal”, diz ele. “Pega aquela compra de impulso ou de última hora, o sujeito que quer uma garrafa para levar para um jantar naquela noite”.

Montelvini Collezione Promosso Spumante Brut

Montelvini Collezione Promosso Spumante Brut (Divulgação/Divulgação)

Os vinhos
Os preços variam de acordo com as promoções

Castellani Pinot Grigio – Branco siciliano, 100% pinot grigio, fresco e leve.

Castellani Rosso Toscano – Tinto da região do chianti, mas que não leva a denominação. Prevalece a sangiovese.

Promosso Montelvini – Espumante brut da região do Vêneto produzido com uvas brancas.

Milasso 8 Vites – Tinto encorpado do Piemonte feito a partir de um corte de oito uvas diferentes.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.