Montblanc 1858 Geosphere 0 Oxygen é colocado à prova em subida ao Everest

Nimsdai Purja se tornou o primeiro alpinista a subir os cumes do Everest sem oxigênio suplementar. O desafio foi feito com o relógio da maison desprovido de oxigênio, colocando o mecanismo no teste final
Nimsdai Purja, o primeiro alpinista a subir os cumes do Everest, Lhotse e Kanchenjunga, sem oxigênio suplementar. (Montblanc/Divulgação)
Nimsdai Purja, o primeiro alpinista a subir os cumes do Everest, Lhotse e Kanchenjunga, sem oxigênio suplementar. (Montblanc/Divulgação)
Por Julia StorchPublicado em 24/05/2022 08:00 | Última atualização em 24/05/2022 08:59Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Em 16 de maio de 2022, Nimsdai Purja se tornou o primeiro alpinista a subir os cumes do Everest, Lhotse e Kanchenjunga, sem oxigênio suplementar, no período recorde de apenas 8 dias, 23 horas e 10 minutos e um segundo recorde de fazendo a travessia do Everest ao Lhotse sem oxigênio em 26 horas. Ele assumiu esse desafio usando o Montblanc 1858 Geosphere Chronograph “0 Oxygen” LE290, um relógio de pulso desprovido de oxigênio, colocando o mecanismo no teste final.

“Estou emocionado por ter completado o desafio que me propus e, ao fazê-lo, continuar a provar o que a humanidade pode fazer com a preparação e o foco certos. Estou muito grato pelo apoio da Montblanc, não apenas por me fornecer este relógio inovador, construído para condições extremas, mas também por participar de nossos esforços coletivos para enfrentar a questão do acúmulo de resíduos de expedição que polui o meio ambiente do Himalaia”, diz Nimsdai Purja.

O relógio Montblanc 1858 Geosphere Chronograph “0 Oxygen”, limitado a 290 peças, tem vários benefícios para os exploradores que precisam de seus equipamentos para enfrentar alguns dos ambientes mais adversos.

O oxigênio zero dentro do movimento não apenas elimina o embaçamento, que pode ocorrer com mudanças drásticas de temperatura em altitude, mas também evita a oxidação. Sem oxigênio, os componentes têm maior durabilidade e proporcionam maior precisão ao longo do tempo.

Cada peça vem com um certificado de zero oxigênio que atesta o fato de que o relógio foi encapsulado sem oxigênio, com sucesso. Além do certificado, cada relógio passa pelo teste de 500 horas da Maison. Mas a Montblanc queria dar um passo adiante, levando o novo 1858 Geosphere Chronograph 0 Oxygen LE290 em uma expedição de alpinismo real para a mais alta montanha do mundo acima do nível do mar, o Monte Everest.

Além disso, a Montblanc orgulha-se de apoiar a iniciativa Big Mountain Cleanup da Nimsdai Foundation para manter as montanhas limpas para as gerações futuras. A iniciativa visa abordar os resíduos gerados pela cultura cada vez mais popular de expedição de montanha, fornecendo equipes de limpeza sazonal em tempo integral em todas as montanhas amplamente escaladas ao redor do mundo, juntamente com iniciativas regionais associadas de reciclagem e educacionais.

Veja Também

Relógios: 9 lançamentos que devem marcar 2022
Revista Exame
Há uma semana • 8 min de leitura

Relógios: 9 lançamentos que devem marcar 2022