Casual

De elétricos a SUVs: conheça 13 carros que serão lançados no Brasil em 2024

Indústria automobilística vai investir no Brasil nos próximos anos um total de R$ 117 bilhões, segundo cálculos da Anfavea

Hyundai Ioniq 5: carro chego ao Brasil ainda em 2024. (Divulgação/Divulgação)

Hyundai Ioniq 5: carro chego ao Brasil ainda em 2024. (Divulgação/Divulgação)

Gilson Garrett Jr.
Gilson Garrett Jr.

Repórter de Casual

Publicado em 6 de abril de 2024 às 10h21.

R$ 117 bilhões. Esse é o investimento que as montadoras farão no Brasil nos próximos anos, segundo levantamento da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). É o maior ciclo de aportes no país feito pelos fabricantes de automóveis, incluindo as chinesas BYD e GWM. Nesse cálculo não estão autopeças e grandes fornecedores.

Se há investimento na expansão de fábricas e toda a logística de distribuição, os lançamentos de novos modelos segue o mesmo ritmo com uma agenda para lá de agitada. Até o mês de abril, diversas montadoras já apresentaram novidades, como as novas Discovery Sport e a Range Rover Evoque.

Também estrearam por aqui o Ford Mustang GT Performance, o BYD Mini Dolphin, além da BMW Série 5 apenas na versão elétrica. Em comum, esses novos carros prometem estabelecer novos padrões em desempenho, tecnologia e design no mercado nacional. Esperam-se muitos veículos elétricos, SUVs robustos, além de modelos a combustão.

EXAME Casual selecionou carros que serão lançados no Brasil em 2024. Alguns deles foram adiantados por executivos das montadoras, outros ainda estão em definição pelas marcas. Confira:

BYD

O segmento de picapes médias no Brasil tem uma liderança sólida da Toyota Hilux, com vendas quase duas vezes superiores ao da segunda colocada, a Chevrolet S10. A montadora chinesa BYD quer entrar nesta batalha pela liderança com uma nova picape que deve ser apresentada no salão do automóvel de Pequim, na China, no fim de abril.

A primeira picape híbrida da BYD foi pensada para o mercado global e promete trazer novas tecnologias na categoria de picapes. O nome e preço ainda não foram divulgados, mas a expectativa é de que chegue ao Brasil no segundo semestre deste ano.  Algumas imagens, ainda camufladas, foram relevadas e mostram que o design lembra muito uma F-150, da Ford.

Hyundai

Hyundai Palisade. (Divulgação/Divulgação)

A Hyundai vai trazer ao Brasil ainda neste ano uma série de modelos de carros que fazem sucesso fora do país. O pacote de novidades veio após a marca fechar um acordo com a Caoa em que a Hyundai Motor Brasil assume toda a operação de importação da montadora no país, além da parte nacional que já era operado pela empresa sul-coreana.

A montadora já definiu os dois primeiros modelos que chegarão ao mercado brasileiro, no segundo semestre deste ano. São eles o crossover 100% elétrico Ioniq 5 e o SUV de grande porte Palisade, na versão de 8 lugares. No pipeline do ano que vem vão estar outros dois modelos: os SUVs Kona e a Santa Fé.

BMW e MINI

BMW iX2 xDrive30. (Fabian Kirchbauer/Divulgação)

Depois de estrear as novidades de 2024 com o BMW Série 5 na versão elétrica, para este ano a montadora alemã vai colocar no mercado brasileiro o BMW X2 e o BMW iX2. Os novos MINI Cooper elétricos e MINI Countryman elétricos também estrearão na América Latina no próximo ano.

Maru Escobedo, presidente do grupo no Brasil, explica que há uma meta global de eletrificação dos carros do grupo, mas que no caso do mercado brasileiro ainda há demanda para carros a combustão e híbridos. "Nossa futuro é elétrico, circular e digital. Mas estamos atentos às demandas dos clientes", pondera.

Jeep

Jeep Commander. (Divulgação/Divulgação)

O Jeep Compass foi líder entre os SUVs médios pelo sétimo ano consecutivo em 2023, e registrou mais de 59 mil unidades vendidas e uma participação de mercado superior a 40%. Já o Jeep Commander, líder entre os SUVs grandes, atingiu quase 20 mil unidades vendidas e uma participação de mercado de 23%. Os dois líderes devem ter novas versões apresentadas em 2024. É esperado que cheguem o Brasil modelos que já são sucesso fora do país, com motores mais potentes.

Volkswagen

Últimos carros lançados pela Volkswagen. (Divulgação/Divulgação)

A marca alemã tem uma estratégia de apresentar 15 produtos até 2025. Nesta conta ainda faltam quatro. Há expectativa de que seja lançada uma atualização da Amarok, ainda no primeiro semestre de 2024. A Volkswagen fechou o ano de 2023 com 15,8% de participação no mercado, crescimento de 29,5%. O Polo foi o veículo de passeio mais vendido do Brasil, ao acumular 111.247 unidades emplacadas no ano passado e 17.999 unidades apenas em dezembro.

Omoda e a Jaecco

J7 da Jaecoo. (Divulgação/Divulgação)

As montadoras chinesas Omoda e Jaecoo desembarcam no Brasil neste ano. O plano inicial previa abrir 40 concessionárias no país até o fim de 2024, mas o apetite pelo mercado brasileiro foi ainda maior e as marcas decidiram que serão 50. A mudança mostra o tamanho da aposta no consumidor do Brasil e acirra ainda mais  a disputa na categoria dos SUVs.

A estreia das marcas por aqui será com o Omoda 5 em versão elétrica. Logo em seguida vem duas versões híbridas do Omoda 5, além da marca-irmã Jaecoo, muito provavelmente com o J7 – a versão ainda está sendo definida.

Ford

Depois de colocar no mercado brasileiro o Mustang Mach-E, o primeiro 100% elétrico da Ford no país, a montadora deve trazer em 2024 a versão elétrica do seu carro mais vendido da história, a F-150 Lightning. Por enquanto não está confirmado oficialmente, mas dentro da estratégia da empresa, os carros a combustão ainda fazem parte do portfólio, apesar de o futuro apontar para os puramente elétricos.

Acompanhe tudo sobre:CarrosCarros elétricos

Mais de Casual

20 anos de romance: descubra Charleston por meio das locações de Diário de Uma Paixão

Recém-lançada, Ferrari de quase R$ 4 milhões já vendeu 20 unidades no Brasil

O supercarro português de luxo que chega ao mercado por R$ 9 milhões

Dia Nacional do Coquetel: 9 drinques clássicos revisitados para provar em São Paulo

Mais na Exame