Casual

Kering, Gucci e marcas doam R$1,6 milhão para saúde no Brasil

Além da América Latina e EUA, o grupo Kering também fez doações para França, Itália e China

Coronavírus: conglomerado de luxo Kering faz doação para América Latina e Brasil (U.S. Navy/Divulgação)

Coronavírus: conglomerado de luxo Kering faz doação para América Latina e Brasil (U.S. Navy/Divulgação)

Guilherme Dearo

Guilherme Dearo

Publicado em 11 de julho de 2020 às 15h42.

O grupo de luxo Kering, de marcas como Gucci, Saint Laurent, Bottega Veneta, Balenciaga e Alexander McQueen, fez na última semana uma doação de US$1 milhão à CDC Foundation, para apoiar trabalhadores de saúde nos Estados Unidos na luta contra o coronavírus.

Agora, o conglomerado anunciou a alocação de mais US$300 mil, cerca de R$1,6 milhão, para trabalhadores da saúde no Brasil e na América Latina. O dinheiro será usado para implementar ações de segurança em até oito instituições de alto risco no Brasil, onde os profissionais de saúde estão mais expostos a contrair o vírus do Covid-19 enquanto combatem a doença.

O valor será usado também na compra de material necessário para implementar triagem segura dos pacientes, cuidado dos trabalhadores da saúde e pacientes afetados pelo vírus, includindo barreiras, equipamento de ventilação do ambiente e aparelhos e softwear de monitoramento.

Além da América Latina e EUA, o grupo Kering também fez doações para França, Itália e China. Também, produziu mais de um milhão de máscaras cirúrgicas e roupas especiais para profissionais da saúde.

Acompanhe tudo sobre:CoronavírusGucciKeringLuxo

Mais de Casual

"A Era das revoluções", de Fareed Zakaria, explica raízes do mundo contemporâneo; leia trecho

Do campo à xícara: saiba o caminho que o café percorre até chegar a sua mesa

Com sustentabilidade e legado, sempre teremos Paris

3,5 mil quartos e R$ 100 milhões em reformas: os planos da Meliá para o Brasil

Mais na Exame