Casual
Acompanhe:

Huayra: sucessor do Pagani Zonda é revelado

Montadora italiana apresenta superesportivo em Genebra

 (Divulgação)

(Divulgação)

G
Gabriela Ruic

1 de julho de 2012, 13h44

São Paulo – A Pagani Automobili apresentou no Salão de Genebra o sucessor do caríssimo Pagani Zonda, o Huayra. O nome da máquina não poderia ser mais sugestivo, na tradição andina Huayra era o Deus do Vento. Pudera, o motor 6.O V12 biturbo foi desenvolvido pela AMG e tem 710 cavalos de potência e promete levar seu condutor a até 370km/h. A Pagani não confirma, porém, estima-se que o C9, como é chamado o projeto do Huayra, vá de 0 a 100km/h em apenas 3,3 segundos.

Um dos grandes destaques dos carros da jovem Pagani, fundada em 1991, é a exclusividade. De acordo informações da CNN, serão produzidas apenas 20 unidades do modelo, que custará, nos Estados Unidos, cerca de 1.1 milhão de dólares. Ainda segundo a emissora, o Huayra teria sido desenvolvido com foco no mercado americano, em uma fábrica com cerca de 60 empregados.

Clique aqui e confira na página da montadora o vídeo promocional de lançamento do Huayra.