• AALR3 R$ 19,75 0.00
  • AAPL34 R$ 74,65 1.01
  • ABCB4 R$ 16,47 -0.42
  • ABEV3 R$ 14,75 1.44
  • AERI3 R$ 4,44 18.40
  • AESB3 R$ 10,73 0.85
  • AGRO3 R$ 31,86 -0.62
  • ALPA4 R$ 21,68 -0.55
  • ALSO3 R$ 19,94 1.27
  • ALUP11 R$ 26,32 0.27
  • AMAR3 R$ 2,40 7.62
  • AMBP3 R$ 29,41 -1.14
  • AMER3 R$ 23,70 2.82
  • AMZO34 R$ 73,23 1.29
  • ANIM3 R$ 5,56 3.35
  • ARZZ3 R$ 82,92 0.52
  • ASAI3 R$ 15,36 -0.78
  • AZUL4 R$ 21,17 2.37
  • B3SA3 R$ 11,30 -1.48
  • BBAS3 R$ 35,58 1.34
  • AALR3 R$ 19,75 0.00
  • AAPL34 R$ 74,65 1.01
  • ABCB4 R$ 16,47 -0.42
  • ABEV3 R$ 14,75 1.44
  • AERI3 R$ 4,44 18.40
  • AESB3 R$ 10,73 0.85
  • AGRO3 R$ 31,86 -0.62
  • ALPA4 R$ 21,68 -0.55
  • ALSO3 R$ 19,94 1.27
  • ALUP11 R$ 26,32 0.27
  • AMAR3 R$ 2,40 7.62
  • AMBP3 R$ 29,41 -1.14
  • AMER3 R$ 23,70 2.82
  • AMZO34 R$ 73,23 1.29
  • ANIM3 R$ 5,56 3.35
  • ARZZ3 R$ 82,92 0.52
  • ASAI3 R$ 15,36 -0.78
  • AZUL4 R$ 21,17 2.37
  • B3SA3 R$ 11,30 -1.48
  • BBAS3 R$ 35,58 1.34
Abra sua conta no BTG

Greta Thunberg explica por que parou de comprar roupas novas

Ativista ambiental mais famosa do mundo afirmou que a última peça nova que comprou foi há cerca de 3 anos
 (Getty Images/CARL-JOHAN)
(Getty Images/CARL-JOHAN)
Por Matheus DoliveiraPublicado em 12/08/2021 15:52 | Última atualização em 12/08/2021 15:52Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Ativista climática mais famosa do planeta, Greta Thunberg fez críticas duras à indústria da moda e ao consumo desenfreado de marcas fast fashion, que, segundo ela, vestem uma "maquiagem verde" para se venderem como éticas.

As declarações da sueca de 18 anos foram feitas em uma entrevista para a Vogue Escandinávia, que escolheu Greta como capa da edição de agosto para marcar a divulgação do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC).

Em um post no Instagram, Greta falou sobre a contradição que existe entre produzir moda em larga escala e ser sustentável. “Muitos estão fazendo parecer que a indústria da moda está começando a assumir responsabilidades, gastando quantias fantasiosas em campanhas em que se retratam como 'sustentáveis', 'éticos', 'verdes', 'neutros para o clima' e 'justos'", escreveu. “Mas sejamos claros: isso quase nunca é nada além de pura lavagem verde. Você não pode produzir moda em massa ou consumir 'de forma sustentável' como o mundo é moldado hoje. Essa é uma das muitas razões pelas quais precisaremos mudar o sistema", disse a ativista. 

Greta falou, ainda, que vem mudando o seu modo de consumir moda. “A última vez que comprei algo novo foi há três anos e era de segunda mão. Eu apenas peço coisas emprestadas de pessoas que conheço", afirmou.

“A indústria da moda é um grande contribuinte para a emergência climática e ecológica, sem mencionar seu impacto sobre os incontáveis ​​trabalhadores e comunidades que estão sendo explorados ao redor do mundo para que alguns desfrutem da fast fashion que muitos tratam como descartável", reclamou.