Gim nacional se reinventa com novos rótulos, NFT e "entrada VIP" eterna em bares

Mercado de destilado já tem plataforma de vendas dedicada e marcas anunciam expansão para vendas em todo o país
 (Don Luchesi/Divulgação)
(Don Luchesi/Divulgação)
G
Gabriel Aguiar

Publicado em 07/06/2022 às 17:59.

Última atualização em 08/06/2022 às 14:28.

Eis que o gim ganhou espaço nos bares e também na preferência nacional — ao ponto de surgirem ótimas opções fabricadas aqui. Tanto é verdade que, no próximo sábado, 11, será comemorado o Dia Internacional do Gim e a indústria nacional anunciou expansões (e até o lançamento de NFTs). Conheça algumas das principais novidades pensadas para os fãs do destilado:

VEJA TAMBÉM

É da Don Luchesi, primeira destilaria brasileira comandada por uma mulher, que saem três rótulos: London Dry, que reúne dez botânicos; New Navy, que se destaca pela maior quantidade de zimbro; além do Be Proud, de 15 botânicos. “Temos Budha's Hand, da Índia; Yuzi, do Japão; Lírio Florentino, da Itália; e, claro, mineiríssimo Ora-pro-nóbis”, diz Laiza Machado, empresária.

Já a The Gin Flavors surge como plataforma que reúne loja, blog, eventos e clube de assinaturas com objetivo de concentrar todo universo relacionado à bebida — que incluem uma variedade de rótulos, box de botânicos e acessórios. Há quatro anos, a empresa fechou faturamento de R$ 1 milhão e, em 2021, chegou a R$ 5,1 milhões. Neste ano, a previsão é R$ 7,2 milhões.

Outra marca que também expandiu nos últimos meses foi a Arapuru, gim nacional elaborado com 12 botânicos de diferentes partes do país e que, agora, passou a ser vendido nacionalmente pelas redes Carrefour e Pão de Açúcar. Isso porque, até então, a bebida era oferecida principalmente em bares e restaurantes, além de redes de varejo com presença regional, como St Marché.

Garrafa de gin nacional Single Fin

Single Fin tem água de nascente e ingredientes de cultivo próprio (Single Fin/Divulgação)

E, para quem preferir visitar a produção, a destilaria artesanal Single Fin — na Barra do Sahy, praia do litoral norte de São Paulo (SP) — abre as portas para apresentar os alambiques de puro cobre e ainda permite degustações. Entre os diferenciais da bebida “caiçara” é a verbena de cultivo próprio e água captada da nascente. Por lá, também são vendidos copos de vidro ou cerâmica.

No universo do destilado nacional, há até quem aposte pela tecnologia: a Burlone Gin criou uma NFT em comemoração às 100 mil garrafas vendidas desde que foi criado, há menos de dois anos. E, além de arrematar a obra (que traz garrafa assinada por Richard Gimenez e fotografia de Bruno Van Enck), o comprador contribuirá com a Unicef e terá entrada VIP eterna em bares de SP.

Garrafa de gin Burlone

Garrafa de Burlone deu origem à arte que virou NFT (Burlone/Divulgação)

Conheça a newsletter da EXAME Casual, uma seleção de conteúdos para você aproveitar seu tempo livre com qualidade.