Casual

Do Japão ao Brasil: saiba onde comemorar o Dia Internacional do Sushi em São Paulo

O Japão instituiu a comemoração que conquistou lugar no calendário brasileiro

Sushi: uma data para reverenciar a iguaria japonesa (Royalty Free/Getty Images)

Sushi: uma data para reverenciar a iguaria japonesa (Royalty Free/Getty Images)

Publicado em 1 de novembro de 2023 às 10h00.

Última atualização em 1 de novembro de 2023 às 17h06.

Conhecido e aclamado pelos brasileiros, o sushi possui uma data de comemoração. Hoje, dia 1º de novembro, é celebrado o Dia Internacional do Sushi. O dia foi estabelecido em 1961 pela Federação Nacional das Associações do Sushi do Japão, explica Marcelo Shiraishi, presidente da Associação Brasileira de Gastronomia Japonesa (ABGJ) e sócio do restaurante Aizomê. “No mês de novembro, chegando perto do inverno no Hemisfério Norte, os pescados e os frutos do mar atingem o pico de tamanho e gordura e se encontram em abundância nos mercados. Não à toa, é a data que escolhemos para encerrar a Semana da Gastronomia Japonesa, organizada pela ABGJ”, diz.

No Brasil, algumas comunidades também festejam o sushi em 18 de junho, Dia Nacional da Imigração Japonesa no Brasil. Diz-se que a história do sushi remonta à sua forma original, que surgiu no sudeste da Ásia e China como uma técnica de conservação de alimentos, onde o peixe era cuidadosamente envolvido em arroz.

Rosa, branco, vermelho, preto e verde se misturam em pequenas formas quase geométricas, criando paletas de sushis corretamente alinhados. Visualmente atraentes, a receita caiu no gosto do brasileiro. Shiraishi conta que a comida japonesa no Brasil teve uma forte influência dos filmes americanos e por ser bonita, saudável e ter um toque de sofisticação se popularizou rapidamente. "E hoje temos modelos de negócios criados no Brasil, como rodízios e temakerias — uma plena adaptação desta culinária ao paladar do brasileiro. Todos estes fatores juntos favoreceram para tornar a gastronomia japonesa uma culinária muito querida pelos brasileiros”, afirma Shiraishi.

Comemore a data

Para quem quiser comemorar a data colocando a mão na massa, ou melhor, no arroz, a wine experience do restaurate Sassá Sushi, em São Paulo, propõe ensinar a fazer seu próprio sushi em uma aula focada nos cortes de peixes harmonizados com rótulos de vinhos e espumantes.

Posicionado ao centro da bancada, o chef Alexandre Saber orienta os aprendizes, todos preparados de avental e faca extremante afiada em mãos, a segurar o arroz de forma correta, fatiar os peixes e montar o sushi. Pode parecer simples, mas o processo de manejar e cortar os ingredientes é feito com muita técnica e precisão. Dyos, salada de polvo com molho ponzo, baterá de haddock defumado, carapau com molho de gengibre, além da sobremesa, são alguns dos pratos preparados durante as 4 horas de aula.

A harmonização é guiada pelos sommeliers da Inovini – divisão de vinhos da Aurora Fine Brands (importadora e distribuidora de bebidas e alimentos finos no Brasil).

Chef Alexandre Saber orientando os alunos na wine experience. (Divulgação/Divulgação)

Saber tenta passar toda sua experiência durante a aula, que acontece na unidade do bairro do Itaim Bibi, restaurante que completou 20 anos em setembro. Ele conta que já teve mais de 18.000 alunos, desde que iniciou na gastronomia, na garagem da casa onde morava com os pais, ensinando durante cinco anos culinária japonesa, até decidir abrir o restaurante do Itaim, em 2003.

“Quando iniciamos, a gastronomia oriental não era tão difundida como é hoje e podemos dizer que presenciamos e, de certa forma, fomos responsáveis também pelo sushi conquistar o paladar do paulistano”, comenta o chef Alexandre Saber.

A estimativa, segundo dados da ABGJ, é de que existam mais de 16.000 pontos de venda de comida japonesa no Brasil, 38% deles localizados no estado de São Paulo e 66% concentrados na região metropolitana.

Nesta celebração entre Brasil e Japão, o equilíbrio da cultura e dos sabores se traduz no conceito de um bom sushi, “representado por uma perfeita harmonia entre o shari (arroz do sushi) e o peixe/fruto do mar”, explica Shiraishi. Isso significa que o shari deve ter grãos macios, inteiros e firme na mordida, e possuir um equilíbrio de sabor entre acidez e doçura. O peixe ou fruto do mar deve ser de muito boa qualidade, geralmente fresco ou em alguns casos maturado, podendo ser acompanhado de temperos feitos especialmente para realçar as características do pescado, finaliza Shiraishi.

A fim de estimular o paladar em preparação para o Dia Internacional do Sushi, Anna Rita Zanier, sommelier e embaixadora de vinhos da Inovini, selecionou, a pedido da EXAME Casual, harmonizações similares ao processo que acontece na wine experience, do Sassá Sushi.

Veja como harmonizar:

Veja mais opções em São Paulo para comemorar a data:

Restaurante Murakami

O Murakami é um restaurante intimista comandado pelo chef Tsuyoshi Murakami, ganhador de quatro estrelas da Michelin entre 2015 e 2018. O jantar menu-degustação é carro-chefe da casa, servido em tempos, de acordo com a preferência do cliente. O primeiro menu é o Experiência Murakami (6 tempos, por R$ 470), entre pratos frios e quentes preparados com os melhores produtos do dia. O Experiência Sushi (R$ 680) 3 zensais, 12 sushis servidos um a um, 2 handrolls e uma surpresa do chef, preparado com os melhores produtos do dia. E o Experiência 2023 (8 tempos com caviar Baerii, por R$ 1.150). No set do almoço, você pode pedir pelo Sushi (R$230), com sete sushis e seis makimonos do dia.

Sushimu

Unindo tradições do oriente com o ocidente, nasceu o Sushimu, comandado por Jun Murakami. Em um formato moderno, que torna a culinária japonesa mais acessível às pessoas, a casa funciona apenas via delivery, mantendo a alta qualidade e resgatando histórias familiares em cada receita. Vale começar experimentando uma dupla de Niguiri Yellow Tail (R$ 30), o Niguiri Shake Truffle, dupla de salmão com manteiga de trufas brancas (R$ 38) e o Niguiri Maguro, dupla de atum (R$ 35).

Watanabe Restaurante

O Watanabe foi inspirado pelos endereços mais famosos da América e ganhou toques autênticos dos chefs Denis Watanabe e Eduardo Takeshi, que vêm investindo nos pratos quentes para se destacar, além de um menu já extenso, fresco e de altíssima qualidade, com destaque para o Niguiri de Haddock (R$ 25).

Kitchin

Para celebrar o Dia do Sushi, o restaurante Kitchin promove, em 6 novembro a partir das 19h30, um jantar elaborado pelo renomado chef André Noboyuki Kawai. Na ocasião, os clientes terão a oportunidade de presenciar a Cerimônia Kaitai: ritual de abertura do Bluefin (atum raro, originário do Pacífico). Este gesto simbólico destaca a importância do frescor e da qualidade dos ingredientes, uma base essencial da culinária japonesa.

O menu degustação preparado especialmente por André, em parceria com os chefs executivos do grupo Frank Utsonomia e David Fonseca, seguirá o formato Omakase, que em japonês significa “eu confio em você”. Além do Bluefin, serão oferecidas iguarias e criações especiais para o dia. As vagas são limitadas e as reservas devem ser feitas com antecedência, mediante pagamento de taxa de R$ 150 por pessoa, diretamente no site (o valor total do menu é R$450 por pessoa). O jantar acontecerá na unidade da Rua Iaiá.

Noma Sushi

Localizado no coração do centro financeiro da cidade, a Faria Lima, a casa de ambiente moderno e aconchegante oferece a excelência da culinária japonesa. Entre as diversas peças de sushi, destaca-se a dupla de niguiris de barriga de salmão com vieira crocante (R$ 52) selada na manteiga trufada e flor de sal ou a de atum e foie gras finalizado com tarê de lichia e flor de sal (R$ 44).

Omotebako

Após passagens por restaurantes japoneses estrelados no Brasil e no exterior, o chef Tadashi Shiraishi idealizou em São Paulo empreendimentos que oferecessem a mais clássica comida japonesa. Assim criou o Omotebako Take Away, experiência gastronômica com menus semanais exclusivos (a partir de R$ 250 - 14 peças) servidos em caixas tradicionais japonesas jubako disponíveis para retiradas (as encomendas devem ser feitas pelo WhatsApp), oferecendo a experiência de um restaurante japonês autêntico no conforto de casa.

Susume

Localizado no complexo gastronômico Vila Anália, no Jardim Anália Franco, o restaurante Susume oferece deliciosos pratos da culinária japonesa. A cozinha da casa, em forma de ilha, é totalmente aberta e é possível acompanhar a preparação dos pratos, que são feitos com ingredientes de altíssima qualidade, com o tekamaki de atum (R$ 37, 6 unidades).

Serviço:

Sassá Sushi Wine Experience
Av. Horácio Lafer, 640 - Itaim Bibi, São Paulo – SP
Próximas datas em novembro
https://www.sassasushi.com.br/wineexperience

Jantar de encerramento da Semana da Gastronomia Japonesa
Japan House, Av. Paulista, 52 - Bela Vista, São Paulo - SP
Quarta-feira, dia de novembro
https://ingressos.meep.com.br/jantar-de-encerramento-da-semana-de-gastronomia-japonesa

Murakami
Alameda Lorena, 1186, Jardins. Telefone: (11) 3064-8868. Horário de funcionamento: De terça a sábado: 12h-15h e 19h-23h30.

Sushimu
Apenas delivery, via Ifood | Horários de funcionamento: de terça a domingo, das 11h às 15h (almoço) e das 18h às 22h30 (jantar)

Watanabe
Rua Pedroso Alvarenga, 554, Itaim Bibi, São Paulo | Telefone: (11) 3167-6200 | Horário de funcionamento: às segundas, das 12h-15h e 19h-23h, e de terça a sábado, das 12h-15h e 19h-00h | Fechado no domingo

Kitchin - Itaim Bibi
R. Iaiá, 83 - Itaim Bibi- Telefone: (11) 2339-2072. Horário de Funcionamento: De segunda a quinta-feira das 12h às 15h e 19h à 00h. Sexta-feira das 12h às 15h e das 19h à 00h30. Sábado das 12h às 15h30 e 19h às 00h30.

Noma Sushi
Av. Faria Lima, 3400 – São Paulo. De Segunda a sábado das 12h às 15h e das 18h às 23h30.

Omotebako
WhatsApp: (11) 11 97505-2173 (somente mensagens)
Horário de funcionamento: Seg. a sáb., das 14h às 20h

Susume
Rua Cândido Lacerda, 33 – Jardim Anália Franco. Telefone: 11 2673-5378. De segunda e terça das 12h às 15h30 e das 19h às 23h. Quarta e quinta das 12h às 15h30 e das 19h às 23h30. Sexta das 12h às 16h e das 19h às 00h. Sábado das 12h às 00h (cozinha pausa das 17h às 18h30). Domingo das 12h às 22h (cozinha pausa das 17h às 18h30).

Acompanhe tudo sobre:Japãocomida-e-bebida

Mais de Casual

Moda sobre rodinhas: a coleção da Adidas para a Seleção Brasileira de Skateboarding nas Olimpíadas

Temporada das trufas: 12 restaurantes em São Paulo para provar pratos com a iguaria

Marcas de beleza chinesas fecham as portas devido à forte concorrência

Smorgasburg: maior festival de comida de rua tem ingressos gratuitos

Mais na Exame