Branco, rosé ou espumante? os rótulos mais adequados para a primavera

No lugar de tintos encorpados, rótulos mais leves e frescos combinam perfeitamente com essa estação do ano; confira a seleção

Engana-se quem pensa que apenas o outono e o inverno combinam com bons vinhos. Sabendo escolher os rótulos certos, toda estação é apropriada para abrir garrafas. A palavra primavera tem origem no latim primo vere, que significa "primeiro verão". O período — que vai até 21 de dezembro no Hemisfério Sul — marcado por temperaturas mais amenas, como uma preparação para os dias de calor intenso do verão, é perfeito para degustar rótulos de bebidas mais leves, frutados e frescos. Quer entender a evolução da pandemia e o cenário de reabertura do país? Acesse a EXAME Research.

No lugar de vinhos tintos encorpados, a melhor pedida para a primavera são os brancos, rosés e espumantes. A baixa quantidade de tanino nestes tipos de vinho dá a sensação de frescor quando consumidos gelados, lembrando que a temperatura ideal gira em torno de 6 e 8 graus Celsius.

Para harmonizar, os vinhos brancos e espumantes combinam com comidas mais leves, como peixes. Já os rosés trazem o frescor do branco e o corpo do tinto, e vão bem com grelhados e queijos com geleia. Mas se você é do tipo não abre mão do vinho tinto mais tradicional, não se preocupe. Tintos mais leves e frescos também casam bem com a primavera. Confira algumas sugestões: 

Barefoot Moscato

 (Barefoot Moscato/Reprodução)

O Barefoot Moscato é deliciosamente suave com aromas de frutas exuberantes. Tem toques de cítricos, de pêssegos suculentos e damascos maduros. Bastante refrescante, harmoniza muito bem com comida asiática condimentada e sobremesas leves, além de realçar o sabor de pratos elaborados com frutas e queijos. Bastante versátil, serve tanto como aperitivo quanto utilizá-lo para fazer um drinque incrível: o Falling for Moscato Puch (foto principal). Basta misturar em uma jarra, 350 ml de Barefoot Moscato, 180 ml de suco  de laranja, duas laranjas cortadas em rodelas e quatro morangos picados. Sirva em copos com gelo. 

Carmen Gran Reserva Carmenére

 (Carmen Gran Reserva/Reprodução)

Para quem não abre mão do vinho tinto, mesmo em dias com temperaturas mais altas, a dica é saborear espetinhos de uvas recheadas com Gorgonzola e Brie acompanhados de uma taça deliciosa do Carmen Gran Reserva Carmenére Frida Kahlo. Além deste vinho ser maravilhoso, a garrafa desta edição especial de Carmen em homenagem à Frida Kahlo é incrível, pois remete a seus quadros que traz muitas flores e cores. Vai render ótimos cliques. A receita dos espetinhos não tem segredo, é superfácil: É só separar 100 g de uvas (podem ser vermelhas, verdes ou ambas), um queijo brie, um queijo gorgonzola e ir montando os espetinhos em palitos intercalando as uvas e os queijos.

Medalla Real Gran Reserva Chardonnay

 (Medalla Real Gran Reserva/Reprodução)

O Medalla Real Gran Reserva Chardonnay é um vinho para quem aprecia um branco equilibrado. Intenso bouquet complexo, este vinho combina notas minerais, notas cítricas, de nectarina e flores. Na boca é um vinho refrescante, bem equilibrado, de bom peso, textura sedosa e profundo.

Sauvignon Blanc Vale de Casablanca

 (Secret Reserve Sauvignon Blanc/Reprodução)

O frescor e a elegância do Sauvignon Blanc do Vale de Casablanca dão vida a este grandioso Secret Reserve Sauvignon Blanc de Santa Rita. Vinho de cor amarela brilhante com reflexos esverdeados. Seu intenso aroma é uma mistura de frutas cítricas e maracujá, com um fundo ligeiramente herbáceo típico da variedade. Em boca é concentrado, com uma agradável acidez que realça seu frescor, estrutura firme e grande persistência.

Rita Rosé & Sauvignon Blanc

 (Santa Rita/Reprodução)

Vinho em lata? Sim! E é um caminho sem volta, pois tem a praticidade para armazenar e carregar, quantidade ideal para consumo (uma lata equivale a um terço de uma garrafa de vinho), facilita o consumo em qualquer ocasião, além de utilizar uma embalagem que possibilita a reciclagem. O Rita Rosé e o Rita Sauvignon Blanc são perfeitos para o clima brasileiro. Este é um vinho rosa pálido com toques delicados de framboesa e salmão. Apresenta notas de frutas vermelhas, como morangos e cerejas. O paladar destaca um sabor vibrante e fresco. É a combinação perfeita para acompanhar saladas, frutos do mar e peixe fresco, além de poder ser consumido como aperitivo. Já o Rita Sauvignon Blanc apresenta notas de pêssegos, frutas cítricas e abacaxi. Na boca é macio, suculento e muito fresco. Ideal para os dias mais quentes, para ser consumido como aperitivo ou acompanhando peixe, frutos do mar e saladas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 9,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.