2022 será o ano da retomada dos concursos: veja as vagas mais cobiçadas

Os concursos podem ter mais de 260 mil vagas em 2022, 73 mil apenas no executivo federal, e com salários de até R$ 33 mil
 (Rubberball/Mike Kemp/Getty Images)
(Rubberball/Mike Kemp/Getty Images)
L
Luísa Granato

Publicado em 22/01/2022 às 06:00.

Última atualização em 26/01/2022 às 10:26.

(Rubberball/Mike Kemp/Getty Images)

Depois de dois anos de planos frustrados, os concurseiros podem se preparar para um ano agitado. Especialistas de cursos preparatórios da Gran Cursos Online e Meu Curso Educacional apontam que este será o ano de retomada dos concursos públicos. 

As instituições fizeram estimativas que giram entre 160 e 260 mil novas vagas em diversos níveis e regiões. Segundo Rodrigo Calado, vice-presidente e CTO do Gran Cursos Online, o levantamento da equipe interna mostra mais de 73 mil vagas apenas para o executivo federal. 

“Acreditamos que em 2022 veremos uma retomada do ritmo de publicação de editais em todo o país”, diz. 

Sonha em ingressar no mercado de marketing digital? Clique aqui e descubra como dar o primeiro passo! 

Com a pandemia, as avaliações tiveram que ser canceladas e editais suspensos por causa do risco à saúde para candidatos e fiscais. Assim, a demanda por mão de obra da máquina público ficou represada.

Foi o caso do concurso para o Senado, que tem salários iniciais de até 33 mil reais. O concurso foi autorizado em 2019, mas não foi realizado. A expectativa é que ele aconteça em 2022.

No caso de um dos concursos mais esperados dos últimos anos, o do INSS, a última seleção de servidores foi realizada em 2016 e teve um milhão de inscritos, então uma nova abertura de vagas está para ser aprovada desde antes da pandemia.

Com o atraso do edital e a saída de muitos servidores por aposentadoria, os serviços do órgão ficam comprometidos pela alta demanda e a falta de mão de obra. 

O mesmo ocorre na Receita Federal. Segundo a Associação Nacional dos Auditores Fiscais do órgão, a Anfip, até 2020 houve a perda de mais de um terço do quadro funcional especializado. O cargo de auditor-fiscal foi o que teve a maior redução de pessoal, de 34%, caindo de 12.721 servidores, em janeiro de 2009, para 8.477 auditores, em novembro de 2019.  

E esse é outro aguardado edital e que já teve pedido de vagas realizado ao Ministério da Economia. 

“Não existe alternativa, vão ter que contratar, e o concurso é o caminho. A terceirização fere a constituição”, diz Marco Antonio Araujo Jr, co-fundador do Meu Curso Educacional. 

Ele explica que a realização da prova da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no final de 2021 foi o teste para retomar os concursos com medidas de segurança contra a Covid-19. A execução dos protocolos sanitários deu o sinal verde para que restabelecer a rotina de certames.

Ano eleitoral

Diferente da crença popular de que o ano eleitoral pausa as vagas públicas, a legislação não veta a criação de concursos. Na verdade, os especialistas dizem que as eleições devem potencializar a demanda por novos editais.

A maior concentração de oportunidade deve ficar no primeiro semestre. Embora não exista restrição a editais, inscrições e provas, as nomeações ficaram suspensas no período de 90 dias que antecedem o pleito até a posse dos eleitos.

“Durante os três meses anteriores ao período de realização das eleições e até a data da posse daqueles que foram eleitos há uma pausa nas nomeações de aprovados em concursos, mas isso não deve impactar a publicação de novos editais”, explica o CTO da Gran.  

O fundador do Meu Curso Educacional explica que o pleito ainda deve influenciar de alguma forma o cenário de abertura de vagas para certos setores, especialmente como plataforma eleitoral.

Assim, a área de segurança pública pode ganhar destaque no ano com vagas de delegado e para a política civil e militar. Araujo vê que as áreas de educação e saúde podem ganhar destaque no ano.

Dicas para os concurseiros

O preparo para entrar na carreira pública é contínuo e de longo prazo: além dos estudos, faz parte da rotina realizar provas como treinamento. E a pandemia representou a maior quebra de ritmo de estudos para os concurseiros. 

O executivo da Gran juntou relatos de professores sobre as dores dos alunos no período e fala que as principais são:   

  • procrastinação
  • concentração
  • desorganização
  • tempo escasso
  • falta de dinheiro 

Para a retomada, ele recomenda que os candidatos foquem primeiro na quantidade de horas de estudo que desejam cumprir de forma realista. Não adianta virar a noite estudando agora ou colocar metas impossível de conciliar com outras responsabilidades.  

“Tem que ser algo com uma certa folga para que, em determinados imprevistos, você não desanime. Se você pensa que terá apenas 15h/semana, então que você cumpra isso”, diz. 

Conseguir definir blocos de tempo na rotina ajuda a vencer parte das dores relatadas, como a procrastinação, a própria falta de tempo e a desorganização.

Para Araujo, não se culpar pela falta de rotina de estudos no período anterior é essencial para seguir em frente agora. É necessário virar a página para conseguir se concentrar nas oportunidades desse ano.

“A primeira coisa é não se culpar e retomar os estudos. O segundo ponto é entender que o concurso é um projeto de médio a longo prazo. A concorrência é grande e os conteúdos são complexos. Geralmente o tempo de preparo vai de um ano e meio a três anos”, diz. 

O caminho que ele recomenda é criar um critério de estudos agora olhando para editais passados na hora de recomeçar. E ele lembra: “a reprovação é parte do processo de aprovação. Você aprende com isso”, afirma. 

Concursos mais esperados para 2022

CGU - Controladoria Geral da União

Com salários de até R$ 19 mil, o edital para o concurso da Controladoria Geral da União (CGU) já foi publicado. São 375 vagas, sendo 300 de nível superior (auditor federal) e 75 de nível médio (técnico federal). As provas serão aplicadas em 20 de março.

Salários: R$ 7.283,31 (nível médio) e R$ 19.197,06 (nível superior);
Inscrições: até dia 1º de fevereiro pelo site

IBGE 

Devido ao Censo 2022, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) ofertará 208.703 vagas. As vagas serão para recenseador, agentes e coordenadores censitários. O edital já está publicado. 

Salários: de R$ 1.700,00 a R$ 3.677,77
Inscrições: prorrogadas até 21 de janeiro no site 

CVM

A Comissão de Valores Mobiliários encaminhou ao Ministério da Economia a solicitação para um novo concurso. A expectativa é de 121 vagas, sendo 72 para ensino superior e 49 para ensino médio. 

Salários: as remunerações iniciais podem chegar a R$ 19.197,06. 

Receita Federal

A autorização de um novo concurso voltou a ser debatida nos últimos dias. O certame deve ofertar 699 vagas, sendo 230 para o cargo de auditor fiscal e 469 para analista tributário.

Salários: podem ir até R$ 21 mil

INSS

Novos concursos estão previstos para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em 2022. O esperado é que sejam ofertadas 7.575 novas vagas, sendo 1.571 para analistas e 6.004 para técnicos. O certame já foi solicitado ao Ministério da Economia e aguarda autorização.

Salários: os vencimentos iniciais devem ser de até R$ 8.357,07.

Ministério da Economia

O IDIB (Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro) foi oficializado como banca organizadora do concurso do Ministério da Economia. São esperadas 300 vagas em cargos de níveis médio e superior.

Senado

O concurso já autorizado em 2019 deve finalmente ser realizado em 2022. São previstas 40 vagas entre cargos de nível superior e médio.

Salários: os vencimentos iniciais vão de R$ 19.427,79 (nível médio) a R$ 33.461,68 (nível superior).

Banco Central

O Banco Central do Brasil já fez um pedido de autorização ao Ministério da Economia para realizar uma nova seleção. Atualmente, o órgão possui 2.962 cargos vagos. O concurso será para os cargos de analista, técnico e procurador.

Salários: a remuneração pode chegar a R$ 21.014,49

Ibama

Com inscrições encerradas em 20 de dezembro, o concurso está previsto para 30 de janeiro de 2022. Ao todo, o processo seletivo oferta 568 vagas para cargos de nível superior e médio.

Salários: os vencimentos iniciais variam de R$ 4.036,34 a R$ 8.547,64.

ICMBio

Organizado pelo Cebraspe, o Instituto Chico Mendes de Conservação de Biodiversidade também terá concursos em 2022. O processo seletivo oferece 171 vagas para os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Pará e Rondônia. As provas objetiva e discursiva estão marcadas para o dia 6 de fevereiro de 2022.

Salários: com vagas de nível superior e médio, os salários iniciais estão entre R$ 3.605,34 a R$ 8.089,64.

Dicas de carreira, vagas e muito mais

Você já conhece a newsletter da Exame Academy? Você assina e recebe na sua caixa de entrada as principais notícias da semana sobre carreira e educação, assim como dicas dos nossos jornalistas e especialistas.

Toda terça-feira, leia as notícias mais quentes sobre o mercado de trabalho e fique por dentro das oportunidades em destaque de vagas, estágio, trainee e cursos. Já às quintas-feiras, você ainda pode acompanhar análises aprofundadas e receber conteúdos gratuitos como vídeos, cursos e e-books para ficar por dentro das tendências em carreira no Brasil e no mundo.

Inscreva-se e receba por e-mail dicas e conteúdos gratuitos sobre carreira, vagas, cursos, bolsas de estudos e mercado de trabalho.