Carreira

Pessoas em cargos altos podem ter voz alterada, diz estudo

A pesquisa, no entanto, também revelou que a voz dessas pessoas passam a ter poucas variações sonoras, tornando suas falas mais monótonas


	Voz: algumas pessoas aprenderam a conscientemente alterar o tom de suas vozes
 (Dreamstime.com)

Voz: algumas pessoas aprenderam a conscientemente alterar o tom de suas vozes (Dreamstime.com)

DR

Da Redação

Publicado em 7 de janeiro de 2015 às 18h45.

São Paulo - O poder pode dar mais voz às pessoas. Literalmente.

Um estudo realizado pela Columbia School of Business nos Estados Unidos descobriu que pessoas em posições de hierarquia mais altas têm suas vozes automaticamente alteradas para um tom e volume mais altos.

A pesquisa, no entanto, também revelou que a voz dessas pessoas passam a ter poucas variações sonoras, tornando suas falas mais monótonas.

Para chegar a essas conclusões, os pesquisadores começaram a medir a voz de 161 estudantes que foram instruídos a ler uma mesma sentença.

Depois, os alunos tiveram que passar por um exercício de negociação.

Com isso, foi descoberto que metade dos participantes tiveram variações de alta potência em suas vozes.

Alguns disseram que tinham informações privilegiadas, outros foram instruídos a se lembrar da última vez em que se sentiram com muito poder, no controle da situação.

Uma vez neste cenário, os estudantes em situação de poder tiveram suas vozes alteradas sob vários aspectos.

Além disso, um grupo de ouvintes analisou as variações de tom e puderam indicar quem mais tinha poder.

Em entrevista ao site Mashable, um dos pesquisadores, Sei Jin Ko, afirmou que inicialmente pediram aos participantes que descrevessem as características de uma voz poderosa.

Aspectos preconcebidos, como uma voz profunda, foram rapidamente descartados. O estudo também mostra que mulheres e homens são igualmente afetados pela alteração vocal.

Algumas pessoas, entretanto, aprenderam a conscientemente alterar o tom de suas vozes para parecerem mais poderosas.

Os pesquisadores descobriram isso ao analisar os discursos de Margaret Thatcher, ex-primeira ministra do Reino Unido, que chegou a ser submetida a um treinamento vocal para transmitir mais poder em suas falas.

Veja a comparação com o antes e depois do treinamento de Thatcher no vídeo abaixo:

//www.youtube.com/embed/28_0gXLKLbk

Isso acontece porque o poder basicamente muda o estado psicológico das pessoas.

O pesquisador Adam Galinski explica ao Mashable que existem três principais efeitos oriundos do poder: ele reduz o cortisol – o hormônio do estresse, ativa a parte do cérebro orientada à ações, e aumenta os níveis de confiança.

Então, não se assuste se um dia um chefe recém-promovido em seu trabalho começar a falar em uma tonalidade diferente.

Acompanhe tudo sobre:carreira-e-salariosINFOPsicologiaSaúde

Mais de Carreira

Cultura do Excesso: como combater a devoção tóxica ao trabalho?

O que é uma referência pessoal? Por que pedem no processo seletivo e como incluir

10 sinais que você deveria procurar um novo emprego

Como se comportar em uma entrevista de emprego?

Mais na Exame