• AALR3 R$ 19,66 -0.46
  • AAPL34 R$ 74,65 1.01
  • ABCB4 R$ 16,50 -0.24
  • ABEV3 R$ 14,83 1.99
  • AERI3 R$ 4,10 9.33
  • AESB3 R$ 10,80 1.50
  • AGRO3 R$ 31,37 -2.15
  • ALPA4 R$ 22,13 1.51
  • ALSO3 R$ 19,78 0.46
  • ALUP11 R$ 26,24 -0.04
  • AMAR3 R$ 2,31 3.59
  • AMBP3 R$ 29,47 -0.94
  • AMER3 R$ 23,94 3.86
  • AMZO34 R$ 73,23 1.29
  • ANIM3 R$ 5,58 3.72
  • ARZZ3 R$ 82,24 -0.30
  • ASAI3 R$ 15,31 -1.10
  • AZUL4 R$ 21,36 3.29
  • B3SA3 R$ 11,30 -1.48
  • BBAS3 R$ 35,58 1.34
  • AALR3 R$ 19,66 -0.46
  • AAPL34 R$ 74,65 1.01
  • ABCB4 R$ 16,50 -0.24
  • ABEV3 R$ 14,83 1.99
  • AERI3 R$ 4,10 9.33
  • AESB3 R$ 10,80 1.50
  • AGRO3 R$ 31,37 -2.15
  • ALPA4 R$ 22,13 1.51
  • ALSO3 R$ 19,78 0.46
  • ALUP11 R$ 26,24 -0.04
  • AMAR3 R$ 2,31 3.59
  • AMBP3 R$ 29,47 -0.94
  • AMER3 R$ 23,94 3.86
  • AMZO34 R$ 73,23 1.29
  • ANIM3 R$ 5,58 3.72
  • ARZZ3 R$ 82,24 -0.30
  • ASAI3 R$ 15,31 -1.10
  • AZUL4 R$ 21,36 3.29
  • B3SA3 R$ 11,30 -1.48
  • BBAS3 R$ 35,58 1.34
Abra sua conta no BTG

Patricinha: professor de português explica curiosa origem da palavra

Que significado existe por trás das palavras populares "patricinha" e "mauricinho"? Professor de português explica
 (Divulgação/Divulgação)
(Divulgação/Divulgação)
Por Luísa GranatoPublicado em 09/02/2021 14:30 | Última atualização em 09/02/2021 14:30Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Por vezes, causa-me estranhamento a existência de certas palavras, como "patricinha" e "mauricinho". Presentes há algumas décadas no vocabulário brasileiro, tem registro nos dicionários.

No tradicional Aulete da Língua Portuguesa, o termo "patricinha" vem assim:

No Brasil, popularmente, adolescente ou jovem do sexo feminino pertencente à classe alta, que tende a só usar roupas e acessórios de grife e frequentar lugares da moda. Antônimo: mauricinho.

Deonísio da Silva, eminente pesquisador sobre origem das palavras, traz a seguinte informação:

Diminutivo de Patrícia, feminino de Patrício, radicado no latim "patriciu", termo que entre os romanos designava membro da alta classe social, descendente dos primeiros senadores nomeados por Rômulo, denominados "patres", pais, em sentido genealógico, jurídico e político. Na gíria brasileira, passou a designar moça burguesa, sempre bem-vestida, com roupas de estilo clássico ou muito caras.

Ainda há um destaque histórico:

São Patrício, apesar de não ser um mauricinho, notabilizou-se na Irlanda por atuar junto à alta classe, certo de que o exemplo dos nobres levaria à conversão dos súditos ao cristianismo.

Pois bem: é inegável a existência dos termos "patricinha" e "mauricinho" na Língua, com largo uso nas décadas de 80 e 90. Apesar disso, o espanto vem justamente com um certo estereótipo e generalização presentes na definição do termo, enfatizados com "...que tende a só usar...".

Como afirmam tantos estudiosos, a língua é uma das manifestações culturais que fundamentam a identidade de um povo; nomes no diminutivo, como no caso citado, têm o poder de gerar certo deboche, desprezo. É preciso tomar bastante cuidado na seleção vocabular, pois o inofensivo pode destruir um texto, trazendo à tona determinado preconceito.

Patricinha e mauricinho existem, mas termino com um questionamento: o sentido merecido por essas palavras deve ser assim?

Um grande abraço, até a próxima e inscreva-se no meu canal!

DIOGO ARRAIS
http://www.ARRAISCURSOS.com.br
YouTube: MesmaLíngua
Professor de Língua Portuguesa
Fundador do ARRAIS CURSOS