Carreira
Acompanhe:

O perfeccionismo pode empacar sua carreira?

Roberto Shinyashiki ensina quais os limites para o perfeccionismo no trabalho. Confira - é só um minuto

 (Spencer Platt/Getty Images)

(Spencer Platt/Getty Images)

T
Talita Abrantes

19 de setembro de 2012, 10h40

São Paulo – Atire a primeira pedra quem nunca cogitou responder “perfeccionismo” para a pergunta clássica de entrevista de emprego “qual é o seu pior defeito?”. Além de uma resposta clichê (e, por vezes, falsa), quem aposta neste pretenso eufemismo pode estar dando um tiro no próprio pé.

Isso porque na busca pela execução perfeita, muita gente não consegue sair do lugar. Então, qual é a medida para construir uma carreira com excelência sem cair nos exageros do perfeccionista? Em mais um dos vídeos de carreira, Roberto Shinyashiki dá as dicas:

[videos-abril id="01b86a0b37f3778be30801440200b7fd" showtitle="false"]