O mercado de startups é visto como oportunidade para a Geração Z

Dados revelam que os jovens da geração Z possuem afinidade com o modelo de negócio de startups e têm se inserido nesse mercado
O mercado de startups está conquistando os jovens da geração Z em alguns aspectos, como na procura de oportunidades de empregos e até mesmo para investimentos (Divulgação/Unsplash/ Mars Sector-6)
O mercado de startups está conquistando os jovens da geração Z em alguns aspectos, como na procura de oportunidades de empregos e até mesmo para investimentos (Divulgação/Unsplash/ Mars Sector-6)
Por Da RedaçãoPublicado em 29/05/2022 08:00 | Última atualização em 28/05/2022 12:34Tempo de Leitura: 4 min de leitura

Por Diego Cidade, fundador da Academia do Universitário

No Brasil, as startups têm se desenvolvido e conquistado espaço significativo no mercado, em 2018, o país teve sua primeira startup unicórnio, o aplicativo de transporte 99, e, atualmente o Brasil se classifica entre os 10 países com o maior número de startups avaliadas acima de 1 bilhão de reais, com uma relação total de 16 unicórnios em um levantamento feito entre 13.465 startups em todo o país, de acordo com a StartupBase.

Dessa forma, a geração que está iniciando sua jornada financeira e no mercado de trabalho, sente uma afinidade com a proposta de desenvolvimentos desse modelo de negócio.

O mercado de startups está conquistando os jovens da geração Z em alguns aspectos, como na procura de oportunidades de empregos e até mesmo para investimentos.

Enfatiza-se que esses modelos de negócio possuem características que vão de encontro às habilidades presentes na geração Z: domínio e desenvolvimento de tecnologias, inovação e criatividade para concepção da empresa, otimismo e independência no desenvolvimento do trabalho e ausência de hierarquia.

É importante entender também como esses jovens atuam no mercado de trabalho e quais os seus objetivos. Sou CEO e Fundador da Academia do Universitário (AU), HRTech especializada em recrutamento e processo seletivo de jovens talentos, fundou a startup em 2018 quando tinha apenas 21 anos.

Eu passei a ter mais afinidade com o empreendedorismo quando fiquei dois anos dentro de uma empresa júnior e quando fiquei imerso num ambiente empreendedor ao estagiar, estágio esse que demorei bastante pra conseguir. Isso me instigou a montar a minha própria empresa e estudar mais sobre o modelo de negócios de uma startup, que tem como foco a escalabilidade.

Durante a trajetória da AU, a empresa sempre contou com a maioria de seus colaboradores sendo da Geração Z, hoje, mais de 88%, dentre eles, estagiários, assistentes, analistas e sócios fazem parte dos também conhecidos como a geração dos nativos digitais.

Os jovens da Geração Z têm a tendência de se identificarem no ambiente organizacional com profissionais pertencentes à sua geração.

Estes jovens estão acostumados ao imediatismo, são habilidosos com a tecnologia e estão habituados com o ritmo mais acelerado para realizarem suas atividades, muitas vezes não compreendendo ou sendo incompreendidos por seus colegas das gerações anteriores.

Não existem ainda muitas informações e pesquisas em relação aos perfis dos gestores de startups, entretanto, pesquisa mostra que, a proatividade com relação aos meios digitais leva muitos jovens da geração Z a desejarem ter sua própria startup, já que são indivíduos que nasceram para empreender e empregar.

Em dados trazido pelo artigo “Identidade da Geração Z na Gestão de Startups”, a identidade dos gestores da geração Z nas startups apresentou elementos como autoconfiança, otimismo, imediatismo, coragem, impulsividade, confiança, habilidade para ser multitarefas, inexperiência, ser avessos a hierarquias, preocupação com a satisfação pessoal no trabalho, gostar de desafios e ter o empreendedorismo contínuo como opção de carreira.

Entretanto, mesmo que haja afinidade e interesse da geração Z em relação ao modelo de negócio das startups, e que essa geração realmente esteja cada vez mais presente nesse mercado, em dados trazidos pelo livro do investidor de risco Ali Tamaseb, a idade média em que os fundadores iniciaram seus negócios que atingiram bilhões de dólares, é de 34 anos.

Dicas de carreira, vagas e muito mais

Você já conhece a newsletter da Exame Academy? Você assina e recebe na sua caixa de entrada as principais notícias da semana sobre carreira e educação, assim como dicas dos nossos jornalistas e especialistas.

Toda terça-feira, leia as notícias mais quentes sobre o mercado de trabalho e fique por dentro das oportunidades em destaque de vagas, estágio, trainee e cursos. Já às quintas-feiras, você ainda pode acompanhar análises aprofundadas e receber conteúdos gratuitos como vídeos, cursos e e-books para ficar por dentro das tendências em carreira no Brasil e no mundo.

Inscreva-se e receba por e-mail dicas e conteúdos gratuitos sobre carreira, vagas, cursos, bolsas de estudos e mercado de trabalho.