Carreira

'Extremamente focado em resultados': como é trabalhar com Mark Zuckerberg?

O chefe do Instagram, Adam Mosseri, revela estilo de gestão do CEO da Meta, que prioriza resultados e pressiona por alto desempenho

Parceiros de trabalho detalham como é a rotina de trabalho com Zuckerberg.

Parceiros de trabalho detalham como é a rotina de trabalho com Zuckerberg.

Fernando Olivieri
Fernando Olivieri

Redator na Exame

Publicado em 13 de junho de 2024 às 07h45.

O chefe do Instagram, Adam Mosseri, ofereceu um panorama de sua relação de trabalho com Mark Zuckerberg, CEO da Meta. Em entrevista ao podcast "The Colin and Samir Show", Mosseri descreveu Zuckerberg como "extremamente focado em resultados".

"Mark é muito consistente", afirmou. "Ele sempre estabelecerá metas altíssimas. Sempre pressionará ao máximo. E sempre terá expectativas elevadas".

Apesar de discordar inicialmente das ideias, Zuckerberg participa de várias reuniões adicionais, buscando a opinião dos colaboradores sobre o feedback ou ideia proposta, aparentemente como forma de "testar a pressão" a que a sugestão será submetida, explicou o diretor de tecnologia da Meta.

De acordo com a Business Insider, Mosseri ressaltou a importância de encontrar o equilíbrio na relação com o gestor. "Com o tempo, você começa a antecipar o feedback do seu chefe, o que é importante para ele", disse. "É preciso abraçar essa perspectiva, além de defender aquilo que você acredita e como deseja conduzir seu trabalho. É preciso encontrar esse balanço".

Especificamente sobre a dinâmica entre eles, Mosseri disse que "na maior parte do tempo, conseguimos manter esse equilíbrio".

"Discutimos bastante, principalmente nos primeiros anos", acrescentou. "Lembro-me de questionar muito questões aleatórias e sem importância de design em 2009. Provavelmente não foi a melhor estratégia de carreira. Olhando para trás, vejo a impetuosidade do meu eu de 26 anos, mas ao longo do tempo, a confiança se constrói".

‘Olho de Sauron’

Andrew "Boz" Bosworth, diretor de tecnologia da Meta, também já havia comentado sobre o estilo de liderança de Zuckerberg.

Em entrevista ao podcast "Lenny's Podcast" em março, Boz se referiu ao famoso "Olho de Sauron" de Zuckerberg, aludindo ao olhar onipresente do Senhor do Escuro em "O Senhor dos Anéis". Ele afirmou que Zuckerberg tem foco intenso quando um funcionário está trabalhando em um projeto crucial, não hesitando em mencionar até os menores detalhes.

Boz também explicou a forma como Zuckerberg responde ao feedback. "Na maioria das vezes, ele dirá que você está errado", disse Bosworth. No entanto, Zuckerberg pode acabar implementando as mudanças que inicialmente rejeitou. "É impressionante", afirmou Boz. "Ao longo da semana seguinte, você verá as mudanças acontecendo".

Acompanhe tudo sobre:MetaInstagramFacebook

Mais de Carreira

Veja 6 estratégias essenciais para empreender no Brasil, segundo o treinador Bernardinho

Da roça para Paris: a história inspiradora do atleta “Maranhão” que irá disputar as Olimpíadas

De estilista a presidente: os 4 passos para alcançar o sucesso, segundo a CEO do Grupo Malwee

Arteris investe em educação corporativa para lidar com desafios de diversidade geracional

Mais na Exame