Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

Enriquecendo com a renda fixa

São Paulo - Tenho me surpreendido com a crescente procura pelo investimento em ações. Minha surpresa se deve ao fato de que aqueles que se convencem de que as ações são um bom negócio tendem a concentrar todas as suas fichas nessa modalidade de investimento.

Em minha rotina diária de respostas a dúvidas de leitores, ouvintes e internautas, são comuns indagações do tipo “Tenho 10 000 na poupança e quero transferir tudo para um fundo de ações, o que você acha?”. Acho um absurdo!

Esse é o tipo de decisão que reflete um comportamento especulador, e não de quem investe em empresas. Especular é para profissionais, pessoas que vivem do mercado de investimentos, e não para investidores de final de semana.

Falta a essas pessoas a percepção de que investimentos não servem apenas para multiplicar riquezas, mas também para nos proteger de imprevistos e para permitir que aproveitemos oportunidades. Em outras palavras, o papel de nossos investimentos é também de aumentar nossa liquidez.

Você realmente começará a construir riqueza no dia em que perceber que o que o enriquece é a renda fixa, e não o investimento em renda variável. Quem constrói casas para revender não enriquece porque teve a brilhante ideia de construir, mas, sim, porque juntou dinheiro que permitisse pagar a obra a um preço bem menor do que o de revenda.

Quem investe em ações não enriquece simplesmente por ter bons papéis, mas, sim, por conhecer seu mercado e contar com reservas na renda fixa para aproveitar a queda de preços em uma crise e fazer boas compras.

Por isso, a melhor das estratégias sempre terá uma parcela razoável da carteira investida em renda fixa. Para as pessoas comuns, o ideal é que a maior parte do patrimônio esteja nessa modalidade. Com uma parcela menor investida em renda variável, você aprenderá a lidar com o risco e dará oportunidade de obter ganhos acima da renda fixa.

Com a parcela maior em renda fixa, você terá liquidez e condições de aproveitar as pechinchas geradas por desesperados gananciosos que vendem bons ativos nos momentos turbulentos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também