Citi busca trainees: salário é de R$ 6,8 mil e seleção usa currículo-cego

Citi aceita qualquer curso superior em qualquer faculdade. Entenda como é a seleção com currículo-cego

São Paulo – O Citi está recrutando recém-formados e formandos de qualquer curso superior para o seu programa de trainees, que oferece salário de 6,8 mil reais.

Podem participar da seleção estudantes com formação entre dezembro de 2016 e dezembro de 2018, que tenham nível de inglês avançado e que possam trabalhar na cidade de São Paulo.

Na inscrição, os candidatos não vão informar dados como gênero, idade, nome da faculdade, ou seja, a seleção utiliza o chamado currículo cego, tendência mais forte no recrutamento de países da Europa, mas que já começa a ganhar empresas adeptas aqui no Brasil.

O objetivo deste tipo de seleção é evitar que um viés inconsciente (um tipo sutil de preconceito) dos entrevistadores prejudique ou favoreça algum candidato. Na Europa, muitas empresas utilizam seleções assim para evitar discriminação com imigrantes. Já faz 4 anos que, na França, toda empresa com mais de 50 funcionários é obrigada por lei a usar o modelo do “CV cego”.

Na seleção de trainees do Citi, apenas a data de graduação na faculdade será informada pelos universitários. Os dados pessoais dos candidatos também não serão divulgados durante os testes online e o questionário de comportamental. Felipe Cotta, superintendente executivo de RH do Citi Brasil diz  que no banco, dados pessoais nunca foram critérios de seleção, exceto requisitos da posição, como ano de formação e inglês.

“O Citi sempre considerou a diversidade como um principal pilar organizacional. Este é o primeiro ano que posicionamos de forma aberta esta nossa forma de recrutar para o mercado, demonstrando nosso compromisso com a diversidade. Itens como idade, etnia, gênero nunca fizeram parte dos critérios de seleção”, diz Cotta. No Brasil, depois do programa de trainees, outras áreas deverão ter seleções nesses moldes. “Estamos começando de forma aberta com os trainees e em breve inseriremos como piloto em outras áreas”, diz. 

No mundo, o posicionamento do é similar, segundo o executivo. “Nosso CEO global, Mike Corbat, designou seus diretos como Affinity Leads para cada pilar de diversidade justamente para reforçar o nosso compromisso institucional e a questão dos vieses inconscientes têm sido trabalhada fortemente em todos os níveis da companhia”, diz.

Depois da etapa inicial “cega”, os selecionados ganham rosto. Os canditatos terão que enviar vídeos em inglês respondendo a questões sobre atualidades, participarão de dinâmicas de grupo online, painel presencial com resolução de cases de negócio, envolvendo o banco e também haverá uma etapa com entrevistas feitas pelos gestores do banco.

Os aprovados no programa de trainee vão passar por diferentes áreas do banco e vão participar de projetos específicos, acompanhados por tutores e pela área de RH.Além de 14 salários de 6,8 mil reais por ano, o banco oferece PLR (Participação nos Lucros e Resultado), verba para bem-estar e qualidade de vida, previdência privada, assistência médica e odontológica, vale-alimentação, vale-refeição (ou subsídio no restaurante interno), vale-transporte, auxílio-creche e seguro de vida.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.