Brasil é um dos países onde covid-19 mais impactou forma de trabalhar

Mudanças causadas pela covid-19 também são vistas conforme a área; setor de tecnologia foi onde os profissionais mais notaram transformações

Home office há mais de um ano, encontros por vídeo e saúde mental na lista de prioridades. Estas são algumas das mudanças por que o mercado de trabalho passou desde o início da pandemia do Brasil.

O número alto de demissões devido à crise econômica e o boom dos profissionais de tecnologia são outros exemplos de mudanças. No Global Workplace Study de 2020, do instituto ADP Research, outras mudanças foram verificadas na rotina de 25,6 mil profissionais de 25 países.  Maior uso de tecnologia e alterações nas horas de trabalho (para mais ou para menos) também foram percebidos.

O relatório mostra que Índia e Brasil lideram o ranking de países em que os trabalhadores passaram por mais mudanças em sua forma de trabalhar.

A pesquisa também percebeu uma relação entre a quantidade de mudanças que os trabalhadores e enfrentaram e seu nível de resiliência. Trabalhadores que experimentaram pelo menos cinco mudanças no trabalho foram 13,2 vezes mais prováveis ser altamente resiliente.

Veja abaixo o ranking de países em que os funcionários mais perceberam mudanças no mercado de trabalho.

ranking de países

 

Mudanças por área

As mudanças causadas pela covid-19 também são vistas conforme a área. Dados abaixo mostram o percentual de funcionários que registraram duas ou mais mudanças na forma de trabalhar devido à pandemia.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.