As ferramentas de escritório dos sonhos dos profissionais

Que tal ter um clone, ou sendo mais realista, uma sala cheia de sacos de pancada no escritório? Pesquisa do LinkedIn revela como seria o ambiente de trabalho dos sonhos

São Paulo – Das pouco mais de 8,6 mil horas do ano, cerca de 2 mil são dedicadas, oficialmente, para a sua <strong><a href="http://exame.abril.com.br/topicos/carreira" target="_blank">carreira</a></strong>. Durante todo este tempo no escritório, quais ferramentas seriam essenciais para tornar seu trabalho mais prazeroso?</p>

Segundo boa parte dos profissionais entrevistados pelo LinkedIn, a resposta é “óbvia”: um clone para auxiliar na execução das centenas de atividades que preenchem o expediente seria um benefício muito pertinente para a rotina geralmente atarefada. Na falta de tecnologia suficiente para esta demanda, um assistente estaria de bom tamanho, segundo 25% dos profissionais. 

Brincadeiras à parte, depois de clone, um ambiente iluminado apenas pela luz solar e um espaço silencioso para cochilos durante o expediente são outros itens que deveriam fazer parte da rotina de todo ambiente de trabalho. 

Mas nem só de sonecas e a necessidade de perceber que o dia lá fora passou vivem as demandas das pessoas que passam quase um quarto de seus anos dentro das quatro paredes de um escritório. 

Entre os pedidos mais inusitados detectados pelo LinkedIn está uma cadeira que gere calor, um botão para emudecer os colegas de trabalho (!) e uma sala repleta de sacos de pancada – provavelmente, dedicados para momentos de extrema tensão e stress. Chefes, fica a dica. 

O que já é realidade (e o que já era)

As tendências do ambiente de trabalho que devem pegar nos próximos cinco anos são, contudo, um pouco mais realistas. Do total de partipantes da pesquisa, mais da metade votaram em tablets, armazenamento na nuvem, smartphones e horas flexíveis de trabalho como itens que farão parte da rotina de todos os profissionais daqui para frente. 

No Brasil, a flexibilidade no trabalho liderou a lista das tendências do expediente para os os próximos cinco anos. 

Para dar lugar ao novo, algumas ferramentas, antes oniprosentes na vida de todo profissional, estão com os dias de contados, afirmam os entrevistados. Confira os 10 objetos que estão em extinção nos escritórios:

1 Máquinas de fax, 81%
2 Padrões de horário de trabalho, 62%
3 Gravadores de fita,  48%
4 Computadores de mesa,  41%
5 Roupas de escritório formais, 35%
6 Porta-cartões de mesa, 29%
7 Escritórios com portas, 26%
8 Baias, 25%
9 Telefones de mesa, 23%
10 Cartões de visita, 17%

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.