Um conteúdo Bússola

Pix será principal meio de pagamento no e-commerce na Black Friday

Pesquisa realizada pelo Pagar.me em parceria com o E-commerce Brasil mapeou preparativos e estratégias dos lojistas para a data mais importante do ano
Esta será a primeira Black Friday de 20,7% dos varejistas (Rafael Henrique/SOPA/Getty Images)
Esta será a primeira Black Friday de 20,7% dos varejistas (Rafael Henrique/SOPA/Getty Images)
B
BússolaPublicado em 17/11/2022 às 14:30.

Pesquisa realizada pelo Pagar.me, meio de pagamento digital do Grupo Stone Co., em parceria com o E-commerce Brasil mostra que o pix vai ser o principal meio de pagamento no e-commerce na Black Friday: 90,7% dos e-commerces vão oferecer o pix como forma de pagamento, e 56,8% vão oferecer condições especiais no pagamento instantâneo.

“O pix já vem crescendo vertiginosamente em adesão no Brasil, mas o destaque aqui é o quanto esse método potencializa o e-commerce. Mais da metade dos lojistas vão utilizá-lo como um fator promocional. Isso mostra como o pagamento instantâneo é relevante para a Black Friday e tem potencial para cair no gosto dos brasileiros, tanto do lado de quem compra quanto de quem vende”, declara Matheus Palanowski, Líder de Produto na tribo de Pix do Pagar.me.

Além do pix, os e-commerces também vão aceitar: cartão de crédito parcelado de 2 a 10 vezes (82,9%); cartão de crédito à vista (77,9%); boleto bancário (61,8%); cartão de débito (53,2%); cartão de crédito parcelado de 10 a 18 vezes (9,6%); carteiras digitais (6,8%); e voucher online – vale-refeição e vale-alimentação – (2,1%).

O estudo mostra ainda que esta será a primeira Black Friday para 20,7% dos e-commerces. “A Black Friday tem se consolidado no calendário do varejo ano após ano e essa adesão crescente traz mais força para o evento. Por outro lado, vemos uma concorrência maior com a digitalização, sendo preciso aliar criatividade, tecnologia, experiência de compra e preços atrativos para disparar nas vendas”, diz Thiago Guerra, sócio da StoneCo. e diretor comercial de MSMB do Pagar.me.

Omnicanalidade em alta

Apesar de 50,4% das empresas participantes também terem um comércio físico, 38,2% delas não vão investir no omnichannel para a Black Friday 2022, trabalhando os canais de vendas presenciais e digitais de maneira isolada. O número mostra como a integração de canais ainda tem espaço para crescer no e-commerce.

“Nosso objetivo foi mapear a preparação do e-commerce para a Black Friday deste ano, considerando os desafios. Os resultados deixam em evidência o que já se consolidou no varejo digital, como é o caso do Pix, e o que ainda tem espaço para crescer nos próximos meses e anos, como a integração da operação omnichannel”, afirma João Misko, sócio diretor StoneCo.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

VEJA TAMBÉM: