Huawei sobre 5G: “Transparentes e abertos a qualquer auditoria do governo”

Marcelo Motta, diretor global de Cibersegurança da Huawei, falou ao Bússola Líderes sobre a tecnologia e garantiu que proteção de dados é prioridade

 

Segurança cibernética e proteção de dados são prioridades para a Huawei, segundo o diretor global de Cibersegurança da empresa, Marcelo Motta, em entrevista ao Bússola Líderes sobre tecnologia 5G. “Nós somos extremamente transparentes e estamos à disposição do governo para que possa fazer qualquer tipo de auditoria e checagem nas nossas soluções”, afirmou o executivo, lembrando que a companhia chinesa –  líder global em soluções de tecnologia da informação e comunicação –  apenas fornece os equipamentos para as operadoras de telecomunicações e não tem acesso a dados de usuários.

O leilão das frequências do sinal de 5G está previsto para meados de 2021. As operadoras participarão do leilão e vão escolher seus fornecedores de equipamentos e serviços para a nova tecnologia. Há 22 anos no Brasil, a Huawei lidera o mercado nacional de banda larga fixa e móvel por meio de parcerias com as principais operadoras de telecomunicações e participou do desenvolvimento das tecnologias 3G e 4G no país. Para Motta, a infraestrutura já existente da Huawei é uma vantagem para dar agilidade ao processo brasileiro de implantação do 5G. Ele destacou ainda a expertise internacional da multinacional, que vem desenvolvendo esse tipo de tecnologia desde 2009 e tornou-se uma das principais fornecedoras globais de 5G.

Ao canal de entrevistas em vídeo da Bússola, o executivo falou sobre os ganhos de conectividade que a quinta geração da internet móvel vai proporcionar, com velocidades de download muito mais rápidas, o desenvolvimento da internet das coisas e a evolução tecnológica fundamental para futuro dos diferentes setores da economia brasileira.

Como o presidente Jair Bolsonaro já disse que a tecnologia será lançada no Brasil com empresas que zelem pela segurança dos dados, Marcelo Motta fez questão de ressaltar o extremo rigor da Huawei com a privacidade dos usuários e a transparência das suas operações nos 170 países onde está presente.  “Nós somos a única empresa do segmento de telecom que abre o código-fonte para a inspeção, para auditoria de empresas e governos. Nós temos dois grandes centros globais – um na Bélgica e outro na China – que estão à disposição dos nossos clientes e dos diversos governos para que nossas soluções sejam checadas e analisadas de forma independente”, declarou.

Confira a entrevista completa de Marcelo Motta, da Huawei, a Rafael Lisbôa, diretor da Bússola, no Bússola Líderes – o novo canal de entrevistas em vídeo com as principais lideranças empresariais do país. O bate-papo é sempre publicado no YouTube da Bússola e no portal da Exame.

 

A Bússola é a nova plataforma de conteúdo estratégico sobre economia, negócios, política e sociedade. Uma parceria entre a Revista Exame e o Grupo FSB.

 Mais da Bússola:

Assine os Boletins da Bússola

Siga Bússola nas redes:  InstagramLinkedin  | Twitter  |   Facebook   |  Youtube 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.