• AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
  • AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
Abra sua conta no BTG

Cuidados durante a pandemia geram caixa para as empresas

Investimento em máscaras, álcool em gel e luvas podem ser abatidos do pagamento de impostos como PIS e Cofins
Medida é válida para empresas que possuem funcionários alocados em atividades de produção de bens (Getty Images/Bruna Prado)
Medida é válida para empresas que possuem funcionários alocados em atividades de produção de bens (Getty Images/Bruna Prado)
Por BússolaPublicado em 18/11/2021 16:00 | Última atualização em 18/11/2021 15:49Tempo de Leitura: 3 min de leitura

A partir de agora, as empresas que investem em materiais de proteção contra covid-19 para seus colaboradores podem ter um incremento de faturamento. A Receita Federal permitiu que máscaras, álcool em gel e luvas vulcanizantes sejam considerados insumos e passem a gerar créditos de PIS/Cofins. A medida permite com que as empresas recuperem 9,25% dos valores pagos com esses impostos.

“A despesa com esses itens tem sido alta para as empresas. E em um período de desafios na economia, como o enfrentado atualmente pelo país, é fundamental que as empresas tenham acesso a benefícios como esse”, diz o advogado tributarista Eduardo Bitello, sócio da Marpa Gestão Tributária.

A medida é válida para empresas que possuem funcionários alocados em atividades de produção de bens, ou seja, não vale para o caso de trabalhadores em funções administrativas.

Segundo o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), uma empresa precisa seguir mais de 4,6 mil normas para estar em dia com o Fisco, sendo que, a cada dia, 53 novas normas são criadas. Com tantas decisões para seguir é difícil para as empresas, que desembolsam anualmente cerca de R$ 180 bilhões com burocracia tributária, estarem atualizadas.

Em setembro deste ano, em mais uma solução de consulta, a Receita Federal considerou que o fornecimento de vale-transporte e uniformes a funcionários, por parte de empresas de fabricação de alimentos, também pode ser considerado crédito para apuração de PIS/Cofins.

“As empresas precisam estar atentas às soluções de consulta da Receita Federal, às decisões do Conselho de Administração de Recursos Fiscais, o Carf, e do Judiciário. Assim, é possível saber os benefícios autorizados, em termos de dedução de impostos, para cada ramo de atividade”, declara Bitello.

Foi o que fez a Cervejaria Imperial, fabricante da cerveja Imperial Puro Malte e de centenas de sucos e refrigerantes.

“Recentemente, conseguimos reaver cerca de R$ 2 milhões em créditos tributários para nossa empresa relacionados a PIS e Cofins”, afirma Fernando Pinheiro, diretor da companhia. Com sede em Trindade (GO), a Cervejaria Imperial também produz e distribui a Cachaça Velho Barreiro e a linha de Cervejas Proibida para as regiões Centro-Oeste e Norte do país.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também