Como o frete e os humanos vão impactar o e-commerce no Dia das Mães

O Dia das Mães pode ser ótimo para quem estiver preparado para oferecer a melhor experiência

Por Andrea Fernandes*

Dia das Mães chegando… Eu, como mãe do Felipe (ou Felipoca, como todo mundo o conhece), fico feliz demais quando nos aproximamos dessa data. Meus amigos mais próximos sabem o motivo, e com certeza vou abordar aqui na minha coluna em algum momento.

Esses dias, enquanto dava aquela respirada a jato entre um call e outro, vi de relance o Felipoca conversando com os amigos da escola. Todos em suas respectivas casas falavam sobre o que dariam para suas mães na data que está chegando, e dava pra sentir no semblante dele a dúvida na hora de pensar em algo especial pra mim.

Dia das Mães normalmente está ligado ao afeto, presentes elaborados, carregados de valor sentimental. Levando isso em conta, fica um pouco estranho escolher algo tão especial num site ou marketplace, certo? Errado. Vou explicar mostrando como o comportamento do consumidor está diferente nos últimos meses.

A Páscoa sempre foi uma data muito forte para o varejo – principalmente para supermercados – e a escolha dos produtos estava muito ligada ao presencial. Todo mundo sabe do que estou falando. Corredores e mais corredores cercados de ovos de chocolate em todos os cantos, fenômeno que eu chamo de claustrofobia ao leite.

As lojas especializadas, então, ficavam abarrotadas de pessoas atrás de um pedaço (normalmente mais caro do que deveria ser) de chocolate. Aí, na teoria, a pandemia seria a receita infalível para o fracasso de vendas… ou não.

As vendas online antes do feriado explodiram este ano. Houve o triplo de pedidos se compararmos a 2020. Um crescimento de 136%. Logo, podemos concluir que as vendas de Dia das Mães no online vão bombar, certo? Calma...

Projeções da empresa de Data Intelligence, Neotrust, para o Dia das Mães mostram que serão em torno de 16 milhões de pedidos, que podem alcançar um faturamento de até R$ 7 bilhões.

Mas essa é uma efeméride diferente. Temos que lembrar do fator sentimental ligado à data. No ano passado, as pesquisas por presentes começaram com um mês de antecedência, e o maior pico das vendas online foi bem próximo à data.

Outros dois outros fatores entram na equação no Dia das Mães, e esses podem ser decisivos para os donos de negócios online. O primeiro é o fator humano, e o segundo é o frete.

Vamos lá... não é porque a venda é online que deve-se excluir o ser humano da jornada, poxa. Parte do varejo já percebeu isso.

Hoje, todas as gigantes do e-commerce contam com um exército de vendedores digitais – que normalmente entram nessa jornada de consumo como afiliados, que recebem uma comissão a partir de cada venda concretizada. Esse modelo ficou muito popular com a Lomadee aqui no Brasil, empresa que era do grupo Buscapé e que, há pouco mais de um ano, foi adquirida pelo T.Group.

Para os varejistas menores, o mercado de afiliados (ou social sellers, como gosto de chamá-los), é a grande oportunidade de escala e capilaridade. Pequenos estabelecimentos que antes não alcançavam um número grande de consumidores, agora têm uma força de ataque comparada às gigantes.

Esse atendimento especial na hora da compra é fundamental. Estávamos acostumados a olhar nos olhos do vendedor dentro de uma loja na hora de comprar um presente – e agora, podemos contar com esse auxílio digitalmente.

O segundo fator que tem influenciado na hora da escolha do presente do Dia das Mães é o frete. Mais pessoas procuram frete grátis a cada dia (dados da Neotrust mostram que 53% de todos os pedidos do e-commerce no primeiro trimestre deste ano foram com frete grátis)

A agilidade para essas entregas também é decisiva na hora de colocar os produtos no carrinho, afinal, ninguém quer deixar a mãe esperando o presente, né?

Moral da história: o Dia das Mães pode ser ótimo para quem está preparado. Em um mercado digital tão competitivo, só se destaca quem oferece a melhor experiência.

E você, já escolheu o que vai dar de presente? No caso das mamães que estão lendo essa coluna, já tem alguma suspeita do que vai ganhar?

Feliz Dia das Mães, e continuem se cuidando.

 

*Andrea Fernandes é CEO do T. Group

 

Receba nossos artigos, entrevistas, lives e podcasts.

Siga Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter  |   Facebook   |  Youtube

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.