• AALR3 R$ 20,13 -0.20
  • AAPL34 R$ 68,52 1.72
  • ABCB4 R$ 16,65 0.79
  • ABEV3 R$ 14,21 1.21
  • AERI3 R$ 3,75 5.04
  • AESB3 R$ 10,92 0.74
  • AGRO3 R$ 31,36 0.58
  • ALPA4 R$ 22,15 4.04
  • ALSO3 R$ 18,85 -0.79
  • ALUP11 R$ 26,51 -2.07
  • AMAR3 R$ 2,58 1.57
  • AMBP3 R$ 32,48 4.47
  • AMER3 R$ 21,50 -1.78
  • AMZO34 R$ 3,43 5.09
  • ANIM3 R$ 5,66 3.47
  • ARZZ3 R$ 81,38 2.42
  • ASAI3 R$ 16,30 3.69
  • AZUL4 R$ 20,95 4.38
  • B3SA3 R$ 12,43 4.37
  • BBAS3 R$ 37,45 -0.32
  • AALR3 R$ 20,13 -0.20
  • AAPL34 R$ 68,52 1.72
  • ABCB4 R$ 16,65 0.79
  • ABEV3 R$ 14,21 1.21
  • AERI3 R$ 3,75 5.04
  • AESB3 R$ 10,92 0.74
  • AGRO3 R$ 31,36 0.58
  • ALPA4 R$ 22,15 4.04
  • ALSO3 R$ 18,85 -0.79
  • ALUP11 R$ 26,51 -2.07
  • AMAR3 R$ 2,58 1.57
  • AMBP3 R$ 32,48 4.47
  • AMER3 R$ 21,50 -1.78
  • AMZO34 R$ 3,43 5.09
  • ANIM3 R$ 5,66 3.47
  • ARZZ3 R$ 81,38 2.42
  • ASAI3 R$ 16,30 3.69
  • AZUL4 R$ 20,95 4.38
  • B3SA3 R$ 12,43 4.37
  • BBAS3 R$ 37,45 -0.32
Abra sua conta no BTG

Até tu, Brutus? Ou quem é o inimigo do amigo senador do presidente?

Dois anos e quatro meses depois de chegar ao Planalto, Bolsonaro pode nomear um senador para um ministério
 (Agência Brasil/Marcello Casal Jr)
(Agência Brasil/Marcello Casal Jr)
Por Márcio de Freitas*Publicado em 23/04/2021 17:38 | Última atualização em 23/04/2021 18:09Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O governo descobriu que o Congresso Nacional é bicameral. Dois anos e quatro meses depois de chegar ao Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro pode nomear um senador para o seu ministério.

Será um começo, ainda que em desequilíbrio momentâneo. Afinal, há atualmente cinco deputados no ministério, e nenhum senador. São oriundos da Câmara Flávia Arruda (Secretaria de Governo), Tereza Cristina (Agricultura), Fábio Faria (Comunicações), Onix Lorenzoni (Secretaria de Governo) e João Roma (Cidadania).

A base governista tem funcionado bem na Câmara. Talvez uma das razões seja exatamente essa representatividade dos parlamentares ligados à Casa dentro do governo. Flui melhor o diálogo, e a solução dos problemas é mais rápida.

Já o Senado parece se tornar um pouco mais distante e arredio aos encantos palacianos. E isso se acentuou após a decisão do Supremo Tribunal Federal determinando a instalação da CPI da Covid. A comissão nascida para investigar o governo tem perfil pouco amistoso, para usar expressão suave. 

A solução encontrada é tradicional. Se está distante, melhor se aproximar. Agora caberá ao governo buscar um nome que seja agregador. O desafio é que, sempre que alguém é escolhido, alguns se julgam preteridos.

Fazer amizades em Brasília tem esse estranho componente: nunca se sabe quem é inimigo de seu novo amigo, ou do poder que ele passou a ter… Lembrando Roma: até tu, Brutus?

*Márcio de Freitas é analista político da FSB Comunicação

Siga Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter  |   Facebook   |  Youtube