Veja fotos: comércio e lojas de rua reabrem em São Paulo na quarentena

O prefeito de São Paulo assinou autorização para que o comércio de rua volte a funcionar na cidade, em horário reduzido

A reabertura do comércio e das lojas de rua em São Paulo teve ruas lotadas, aglomerações e filas para entrar nas lojas. Na Rua 25 de Março, tradicional região de comércio do centro da cidade, dezenas de consumidores andavam pelas ruas.

Em uma das maiores lojas da região, o Armarinhos Fernando, já havia filas na porta mesmo antes do horário previsto para a reabertura. Funcionários distribuíam fichas para permitir a entrada de apenas 400 consumidores por vez. Em outras lojas, funcionários verificavam a temperatura dos consumidores, ofereciam álcool em gel e até limpeza da sola dos sapatos.

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), assinou ontem a autorização para que o comércio de rua volte a funcionar hoje na cidade, em horário reduzido. Amanhã é a vez de os shoppings retomarem as atividades na cidade mais atingida pelo coronavírus no Brasil.

O centro da cidade é uma das regiões com o maior número de internações e casos de covid-19, segundo mapeamento realizado por pesquisadores do LabCidade, da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP).

Segundo o governo do estado, algumas cidades entram na fase 2 do plano de reabertura, que libera o retorno, mas com restrições, das atividades de imobiliárias, concessionárias de veículos, escritórios, comércio e shopping centers. A decisão de como será feito esse retorno fica com os prefeitos.

Nesta quarta-feira, 10, o estado bateu um novo recorde de mortes por covid-19 confirmadas em 24h. Foram 340 novos óbitos e 6.178 novos casos no boletim divulgado. No total, há 9.862 vítimas e 156.316 infecções.

Veja fotos de como foi o primeiro dia de reabertura do comércio no centro de São Paulo.

 

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.