Brasil

Suspeita de matar cães e gatos em SP é indiciada

Dalva Lina da Silva é acusada de matar pelo menos 35 gatos e quatro cachorros, na Vila Mariana, zona sul de São Paulo

À polícia, dona de casa disse que cuida de animais tirados das ruas há 13 anos (Stock.Xchange)

À polícia, dona de casa disse que cuida de animais tirados das ruas há 13 anos (Stock.Xchange)

DR

Da Redação

Publicado em 5 de fevereiro de 2013 às 19h11.

São Paulo - A dona de casa Dalva Lina da Silva, de 42 anos, foi indiciada na tarde de ontem pelo Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), pelo crime de praticar ato de abuso a animais. Ela é acusada de matar pelo menos 35 gatos e quatro cachorros, na Vila Mariana, zona sul de São Paulo.

Dalva foi presa em flagrante no último dia 13 de janeiro, após ter deixado os corpos dos animais em sacos de lixo na rua na frente da sua casa e da vizinha.

Contratado por um grupo de protetores de animais que desconfiavam da dona de casa, o detetive particular Edson Criado viu pelo menos 300 cães e gatos serem deixados na casa de Dalva. Nesse tempo, ele diz que não viu nenhum sair do local. À polícia, ela disse que cuida de animais tirados das ruas há 13 anos.

Acompanhe tudo sobre:AnimaisCrimeGatosMeio ambiente

Mais de Brasil

Governo federal vai transferir recursos para reforma de escolas no RS

Após receber novas doses, SP vai retomar a vacinação contra dengue neste sábado

Boulos quer câmeras corporais em agentes da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo

Conselho proíbe internação de crianças e adolescentes em comunidades terapêuticas

Mais na Exame