Recusa de visto americano para brasileiros deve triplicar em 2016

Segundo reportagem da Folha de S.Paulo, o índice de rejeição de vistos americanos para turistas brasileiros deve fechar o ano em 15%

Mesmo antes da chegada de Donald Trump ao poder, já está mais difícil para os brasileiros entrarem nos Estados Unidos.

Segundo reportagem da Folha de S.Paulo, o índice de rejeição de vistos americanos para turistas brasileiros deve fechar o ano em 15% – três vezes mais do que no ano anterior, quando foi de 5,36%.

A embaixada americana não quis comentar a reportagem, mas, de acordo com o jornal, entre os motivos para o aumento da recusa está a crise econômica que o Brasil atravessa e também uma “percepção de que um número maior de brasileiros pretende emigrar ilegalmente”.

A maior rejeição ao turista brasileiro, no entanto, não se limita aos Estados Unidos. Na União Europeia, houve aumento de 41% no número de brasileiros barrados no segundo trimestre deste ano, 945. No mesmo período de 2015 foram 669 barrados, de acordo com dados da Frontex — agência responsável pelas fronteiras do bloco.

A Folha de S.Paulo obteve também acesso a um relatório do Itamaraty onde são feitas críticas à decisão de isentar turistas americanos da necessidade de visto de turismo. A medida será votada nesta terça-feira (22), na Câmara.

De acordo com o Itamaraty, além do motivo financeiro – os vistos geram uma receita considerável à pasta – há também a quebra do princípio de reciprocidade, levando em conta que os turistas brasileiros continuariam obrigados a solicitar o documento.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.