A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Veja quem são os réus da Lava Jato (até agora)

Dos 39 denunciados na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, 19 já se tornaram réus em ações penais

São Paulo - Dos 39 denunciados na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, 19 já se tornaram réus em ações penais.

Nestor Cerveró, da Petrobras, e Fernando Soares, lobista mais conhecido como Fernando Baiano, estão entre os que podem se juntar a essa lista.

Hoje, Sérgio Moro, o juiz responsável pelas investigações da operação, abriu uma ação envolvendo duas das empreiteiras investigadas: a OAS, que tem seis executivos na lista de réus, e a Galvão Engenharia, com quatro.  

Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da estatal, além dos doleiros Alberto Yousseff e Waldomiro de Oliveira, também tiveram denúncias contra eles aceitas.

Já são 16 meses de investigação e a Lava Jato está em sua sétima fase das operações. O Ministério Público Federal (MPF) estima que 286 milhões de reais tenham sido movimentados no esquema.

Na semana passada, o Ministério Público Federal no Paraná já havia denunciado 36 pessoas investigadas.

A maioria delas é ligada a empreiteiras. De acordo com o MPF, as empresas participavam de cartel que tinha regras que simulavam um regulamento de campeonato de futebol para definir como as obras seriam distribuídas.

Veja quem já virou réu na sétima ação da Lava Jato:

Suspeito Descrição
Alberto Youseff doleiro, acusado de chefiar o esquema de corrupção
Paulo Roberto Costa ex-diretor de Abastecimento da Petrobras
Waldomiro de Oliveira dono da MO Consultoria
Carlos Alberto Pereira da Costa representante formal da GFD Investimentos, de Yousseff
Enivaldo Quadrado ex-dono da corretora Bônus Banval, que atuava na área financeira da GFD
Gerson de Mello Almada vice-presidente da Engevix
Carlos Eduardo Strauch Albero diretor da Engevix
Newton Prado Júnior diretor da Engevix
Luiz Roberto Pereira ex-diretor da Engevix
José Adelmário Pinheiro Filho presidente da OAS
Agenor Franklin Magalhães Medeiros diretor-presidente da área internacional da OAS
Fernando Augusto Stremel Andrade funcionário da OAS
João Alberto Lazzari representante da OAS
José Ricardo Nogueira Breghirolli apontado como contato de Youssef com a OAS
Mateus Coutinho de Sá Oliveira funcionário da OAS
Dario de Queiroz Galvão Filho executivo da Galvão Engenharia
Eduardo de Queiroz Galvão executivo da Galvão Engenharia
Erton Medeiros Fonseca diretor de negócios da Galvão Engenharia
Jean Alberto Luscher Castro diretor presidente da Galvão Engenharia

Veja os outros denunciandos que ainda não receberam ações penais: 

Suspeito Descrição
Adarico Negromonte Filho irmão do ex-ministro das Cidades Mário Negromonte (PP-BA), apontado como emissário de Youssef
Alberto Elísio Vilaça Gomes executivo da Mendes Júnior
Angelo Alves Mendes vice-presidente da Mendes Júnior
Antonio Carlos Fioravante Brasil Pieruccini advogado que teria recebido propina de Alberto Youssef
Dalton Santos Avancini presidente da Camargo Corrêa
Eduardo Hermelino Leite vice-presidente da Camargo Corrêa
Fernando Soares lobista conhecido como Fernando Baiano
Jayme Alves de Oliveira Filho suspeito de envolvimento com Youssef na prática de lavagem de dinheiro
João de Teive e Argollo diretor de Novos Negócios na UTC
João Procópio de Almeida Prado apontado como operador das contas de Youssef no exterior
João Ricardo Auler presidente do Conselho de Administração da Camargo Corrêa
José Humberto Cruvinel Resende funcionário da Mendes Júnior
Júlio Camargo executivo da Toyo Setal
Mário Andrade Bonilho sócio e administrador da empresa Sanko-Sider
Mário Lúcio de Oliveira diretor de uma agência de viagens que atuava na empresa GFD, segundo delação de Alberto Youssef
Nestor Cerveró ex-diretor da área Internacional da Petrobras
Ricardo Ribeiro Pessoa presidente da construtora UTC, chefe do "clube" de empreiteiras que atuava na Petrobras
Rogério Cunha de Oliveira diretor da área de óleo e gás da Mendes Júnior
Sandra Raphael Guimarães funcionária da UTC
Sérgio Cunha Mendes diretor vice-presidente executivo da Mendes Júnior

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também