Quase 1,7 mil cursos superiores estão impedidos de participar do Fies

Cursos que tiveram resultado insatisfatório em avaliação não poderão receber novos alunos pelo financiamento feito pelo MEC

Brasília - Quase 1.700 cursos do ensino superior que obtiveram resultados insatisfatórios nas avaliações do Ministério da Educação (MEC) não poderão mais ofertar vagas por meio do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies). Esses cursos obtiveram nota 1 ou 2 no conceito preliminar de curso (CPC).

O indicador avalia a qualidade do ensino oferecido a partir da nota obtida pelos alunos no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), a titulação e regime de trabalho do corpo docente e a infraestrutura. Os resultados 1 e 2 são considerados insatisfatórios, 3 razoável, e 4 e 5 bons. Os cursos com CPC 1 e 2 representam 34% do total dos avaliados.

O Fies permite ao aluno de baixa renda financiar seus estudos em estabelecimentos privados de ensino. De acordo com o ministro da Educação, Fernando Haddad, os alunos que já estudam em cursos com CPC 1 e 2 com o Fies permanecem com os contratos ativos. Mas as instituições ficam impedidas de receber novos universitários por meio do programa.

Mais de um quarto dos cursos avaliados ficaram sem conceito. Isso ocorre quando a amostra de alunos participantes das avaliações que compõem o CPC é considerada insuficiente. Nesse caso, o critério que será levado em conta para permitir ou não a participação no Fies será a nota obtida pela instituição no Índice Geral de Cursos (IGC).

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.