Brasil

Onda de frio leva geada ao RS, e temperaturas também caem na região Sul, em SP e MS; veja previsão

Região central do Brasil pode sofrer com baixa umidade do ar, com até 12 estados e o DF sendo atingidos

Frio: baixas temperaturas podem ajudar na perda de gordura.  (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Frio: baixas temperaturas podem ajudar na perda de gordura. (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 8 de julho de 2024 às 06h33.

A região Sul do Brasil começa a sentir os primeiros efeitos mais incisivos do inverno, estação que começou há pouco mais de duas semanas, mas ainda não havia derrubado as temperaturas depois de um outono mais quente do que o habitual. Nesta segunda-feira, no entanto, o estado do Rio Grande do Sul terá uma vertiginosa queda de temperatura, com a máxima não passando dos 10°C na capital Porto Alegre — as mínimas podem chegar a 7°C.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta para a chegada de uma onda de frio para quase todo o estado (exceto o extremo norte) no último sábado, mas que pode durar até a quarta-feira. Além disso, o centro-sul do estado pode ter geada nesta segunda, dia que deve marcar o auge da frente fria na região.

A porção norte do estado e parte de Santa Catarina têm o mesmo aviso, mas de menor intensidade, entre esta segunda e terça-feira. Já o litoral sul de São Paulo, a faixa central do Paraná e o litoral norte de Santa Catarina têm alerta para chuvas intensas.

Além disso, segundo o Inmet, todo o estado do Paraná, a porção norte de Santa Catarina, o litoral sul de São Paulo e grande parte do Mato Grosso do Sul também enfrentarão um declínio de temperatura entre esta segunda e a terça-feira.

Comum nesse período do ano, a baixa umidade atingirá, nesta segunda, vários estados na região central do Brasil. Segundo o Inmet, nesses estados, a “umidade relativa do ar varia entre 30% e 20%”, com “risco [baixo] de incêndios florestais e à saúde”.

Os estados atingidos são Rondônia (leste), Mato Grosso (exceto o sul do estado), Pará (extremo sul), Tocantins (centro-sul), Maranhão e Piauí (extremo sul), Bahia (extremo oeste), Minas Gerais (noroeste e Triângulo Mineiro), São Paulo e Mato Grosso do Sul (extremo norte) e todo o estado de Goiás e o Distrito Federal.

Entre as capitais, a máxima pode chegar aos 38°C em Porto Velho, com Manaus e Palmas podendo registrar 35°C e as cidades do Rio de Janeiro, Belém, São Luís, Teresina e Rio Branco com máximas de 34°C. Depois de atingir máximas de 27°C neste domingo, a capital paulista não passa dos 21°C, o mesmo que Florianópolis e pouco a mais do que Campo Grande (MS), com máxima de 20°C.

 

Acompanhe tudo sobre:ClimaSudesteSulCentro-OesteRegião NordesteRegião Norte

Mais de Brasil

André Mendonça, do STF, dá 30 dias para governo concluir renegociação das multas da Lava-Jato

Força-tarefa extingue 30 pontos de queimada no Pantanal, diz Marina

CCJ do Senado adia votação da PEC do marco temporal de áreas indígenas

Preocupação do brasileiro com violência cresce em quase um ano e chega a 19%, aponta Genial/Quaest

Mais na Exame