PM acusa mascarados de começarem conflito perto do Guanabara

Na página do Twitter, PM informou que cerca de 1.500 manifestantes estavam concentrados nas imediações do palácio, onde o papa Francisco recebeu as boas-vindas

Rio de Janeiro - A Polícia Militar (PM) apontou o grupo conhecido como Black Blocs, que usa roupa preta, esconde o rosto e se infiltra nas manifestações pacíficas, de ter começado o confronto nas proximidades do Palácio Guanabara, sede do governo estadual.

Na página do Twitter, a PM informou que cerca de 1.500 manifestantes estavam concentrados nas imediações do palácio, onde o papa Francisco recebeu as boas-vindas da presidente Dilma Rousseff.

Dois manifestantes foram presos durante o confronto e encaminhados para a 9ª Delegacia Policial, no Catete. Um deles foi flagrado com 20 coquetéis molotov na Rua das Laranjeiras. O material apreendido está sendo apresentado na delegacia.

Por medida de segurança, a Estação Catete do metrô foi fechada, devido ao confronto entre os manifestantes e a Tropa de Choque da PM na Rua das Laranjeiras perto do Largo do Machado.

Policiais militares também prenderam dois homens que roubavam manifestantes no Largo do Machado. Um PM foi atingido por um coquetel molotov no peito foi levado com queimaduras para o hospital.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.