PF investiga desvio nos fundos de pensão Petros e Postalis

Rio de Janeiro - O Ministério Público Federal e a Polícia Federal deflagaram operação nesta sexta-feira para investigar suspeita de desvio de recursos dos fundos de pensão Petros, da Petrobras, e Postalis, dos Correios, informou o MPF no Rio de Janeiro em comunicado.

As investigações descobriram que dinheiro captado com a emissão de debêntures pelo Grupo Galileo, no valor de 100 milhões de reais, para a recuperação da recém-adquirida Universidade Gama Filho, teria sido ilegalmente desviado para outros fins, em especial para contas bancárias dos investigados, de acordo com as autoridades.

Os fundos de pensão Postalis e Petros foram prejudicados porque adquiriram em 2011 as debêntures do Grupo Galileo confiando na recuperação da Gama Filho, afirmou o MPF.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.