Passagens de ônibus, metrô e trens em São Paulo vão subir em janeiro

As gestões Bruno Covas (PSDB) e João Doria (PSDB) anunciaram o aumento nesta sexta-feira (20)
Transporte em São Paulo (Fabio Arantes/SECOM/Divulgação)
Transporte em São Paulo (Fabio Arantes/SECOM/Divulgação)
J
Janaína Ribeiro

Publicado em 20/12/2019 às 19:41.

Última atualização em 20/12/2019 às 20:49.

Uma proposta de reajuste da atual tarifa de ônibus de R$4,30 para 4,40 foi levada pela Secretaria Municipal de Transportes de São Paulo ao Conselho Municipal de Transporte e Trânsito (CMTT) . A justificativa da pasta seria o aumento dos custos do transporte público no município. As gestões Bruno Covas (PSDB) e João Doria (PSDB) anunciaram o aumento nesta sexta-feira (20). 

Em nota, prefeitura e estado afirmaram que o reajuste, de 2,33%, ficará abaixo da inflação anual, estimada para 3,68%. As duas gestões disseram ainda que, se fizessem a reposição inflacionária, o valor subiria para R$ 4,47. O valor da integração com o Bilhete Único ainda não foi divulgado. Ele custa atualmente R$ 7,48.

Serão mantidas as atuais gratuidades existentes, como para idosos acima de 60 anos e pessoas com deficiência.

Diariamente, 8,3 milhões de passageiros são transportados nas linhas disponíveis do Metrô e da CPTM. Já os ônibus transportam cerca de 8,8 milhões de pessoas todos os dias.