O que disse único membro do clã Bolsonaro ao citar caso Marielle

Apesar de silêncio de Jair Bolsonaro, dois filhos do deputado federal se pronunciaram sobre morte de vereadora do PSOL — mas um deles apagou o post

São Paulo — Até o momento, apenas dois membros da família do deputado federal e pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL-RJ) se pronunciaram sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) na noite de quarta-feira (14), no centro do Rio de Janeiro.

Um deles, o deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) prestou condolências à família da vereadora e de seu motorista, mas apagou a mensagem em seguida,  segundo o jornal Folha de S. Paulo

Já o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) entrou para o grupo dos usuários do Twitter que usaram o episódio para criticar a esquerda. Em post na rede social Twitter, ele acusou o PSOL, partido de Marielle, de hipocrisia:

"Se você morrer seus assassinos serão tratados por suspeitos, salvo se você for do PSOL, aí você coloca a culpa em quem você quiser, inclusive na PM. Eis o verdadeiro preconceito, a hipocrisia. 'Para os meus amigos tudo, aos demais a lei'", escreveu.

Esta publicação foi compartilhada na página do deputado:

Marielle Franco, a quinta vereadora mais votada nas eleições de 2016, foi morta com três tiros na cabeça e um no pescoço quando voltava de evento sobre mulheres negras no centro do Rio de Janeiro. O motorista do carro, Anderson Gomes, também foi assassinado com três tiros.

A Polícia Civil do Rio confirmou que investiga a hipótese de uma execução premeditada da vereadora.

Jair Bolsonaro (PSL- RJ) foi o único presidenciável a manter silêncio sobre caso. Apesar das ideias de Marielle serem opostas aquelas defendidas pelo pré-candidato, a segurança pública é tema central no discurso do presidenciável — fato que tornou a ausência de um posicionamento ainda mais simbólica.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, a assessoria de Bolsonaro afirmou que sua opinião sobre o assassinato seria polêmica demais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.