MPE recomenda que São Paulo não feche a Avenida Paulista

Ao longo da semana, o prefeito Fernando Haddad (PT) e o secretário municipal Jilmar Tatto deram declarações confirmando o evento na via

São Paulo - Há dois dias da Avenida Paulista ser fechada para automóveis para a inauguração da ciclovia da Avenida Bernardino de Campos, o Ministério Público Estadual (MPE) recomendou nesta sexta-feira, 21, que a Prefeitura não interdite o tráfego do viário neste domingo, 23.

Ao longo da semana, o prefeito Fernando Haddad (PT) e o secretário municipal Jilmar Tatto deram declarações confirmando o evento na via. Eles consideram que será um "teste final" para implementar a ação em definitivo.

A Promotoria de Habitação e Urbanismo alega que se a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) resolver abrir a avenida para ciclistas e pedestres, a administração municipal não poderá realizar a corrida de São Silvestre e o show da Virada, ambos no dia 31 de dezembro.

Caso faça, irá pagar uma multa de R$ 30 mil. Para fazer a recomendação, o MPE usa como justificativa um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado com a Prefeitura em 2007.

No documento, a CET se compromete a fazer interdições na avenida em três ocasiões: Parada Gay, São Silvestre e show da Virada. Neste ano a Prefeitura fez interdições na Parada Gay e na inauguração da ciclovia, no dia 28 de junho.

O TAC leva em conta eventos de grande porte, com montagem de estruturas ao longo da via e interdições em outras ruas e avenidas no entorno da Avenida Paulista. Procurada nesta tarde, a Prefeitura não comentou a orientação do MPE.

'Retrocesso'

Em março, a promotora de Habitação e Urbanismo, Camila Mansour Magalhães da Silveira, alegando "retrocesso urbanístico" ganhou uma ação civil pública na Justiça pedindo a interdição das obras de novas ciclovias na cidade.

O MPE chamou jornalistas, ciclistas e cicloativistas para explicar o pedido. Durante a coletiva de imprensa a promotora foi criticada pelas pessoas que estavam presentes e manteve uma postura defensiva. Dias depois, a Prefeitura conseguiu reverter a decisão.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.