Ministro se diz “à vontade” em assumir MEC após críticas

O novo ministro da Educação disse estar completamente "à vontade" ao assumir a pasta, mesmo após críticas ao governo Dilma

Brasília – O novo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, disse nesta segunda-feira estar completamente “à vontade” ao assumir a pasta, mesmo após fazer críticas, que classificou de “construtivas”, ao governo da presidente Dilma Rousseff em entrevista recente.

Em sua primeira entrevista coletiva após assumir a pasta, Ribeiro disse não considerar que “aderiu” ao governo, mas que foi convidado para contribuir.

Ele também afirmou que os ajustes feitos no Fies, programa de financiamento educacional do governo, parecem ter resolvido os problemas que surgiram e defendeu a educação básica e em tempo integral como uma prioridade do país.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.