Lupi: País gerou mais de 2,55 milhões de vagas em 2010

No acumulado do ano até novembro, foram criados 2.544.457 empregos formais

Brasília - O ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, afirmou hoje que a geração de empregos formais no País em 2010 ultrapassou os 2 55 milhões, o que deve confirmar um resultado histórico. O número oficial do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de dezembro e do fechamento do ano será divulgado na próxima semana. No acumulado do ano até novembro, foram criados 2.544.457 empregos formais.

Em entrevista ao Programa Bom Dia Ministro, na sede da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), em Brasília, Lupi disse que apesar da perspectiva de desaceleração da economia neste ano, a geração de empregos deve superar a marca de 3 milhões em 2011. "O ciclo virtuoso vai continuar este ano com o aumento dos investimentos em obras de infraestrutura e nas obras para a Copa do Mundo e as Olimpíadas", disse o ministro. Lupi também comentou que não há nenhuma divergência dentro do governo em relação ao valor do salário mínimo.

Durante a semana, o ministro havia dito que o valor do piso salarial seria decidido pelo Congresso. Hoje, no entanto, afirmou que defende o valor estipulado pela Medida Provisória (MP) 516, assinada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e publicada no Diário Oficial da União no último dia de seu governo, em 31 de dezembro. A MP fixou o salário mínimo em R$ 540. O ministro ressaltou que o Congresso tem legitimidade para deliberar sobre a questão.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.