Lula evita cerimônia para “não ofuscar” Dilma

Ex-presidente deve se ausentar da cerimônia do Natal dos catadores de material reciclável, tradição do calendário presidencial

São Paulo – Após uma semana recebendo manifestações de apoio de parlamentares e governadores, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu que não vai participar, na próxima sexta-feira (21), da cerimônia do Natal dos catadores de material reciclável ao lado da presidente Dilma Rousseff, em São Paulo. Segundo aliados, Lula não irá à cerimônia para “não ofuscar” a presença da presidente Dilma.

A expectativa era de que o evento, que se tornou um encontro tradicional do calendário presidencial de fim de ano no governo Lula, se transformasse em mais um ato de desagravo ao ex-presidente após o novo depoimento do empresário Marcos Valério ao Ministério Público Federal, em que ele afirmou que despesas pessoais de Lula teriam sido pagas pelo esquema do Mensalão, conforme reportagem publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo.

A assessoria do ex-presidente não explicou a razão da desistência, mas confirmou que ele não estará presente. Lula também não participou do evento no ano passado devido ao tratamento de um câncer na laringe. Na cerimônia de 2011, a presidente Dilma manifestou o desejo de voltar ao evento em 2012 acompanhada de Lula. “O presidente Lula não pode vir hoje, mas tenho certeza que ele estará junto comigo aqui no ano que vem”, disse Dilma no encontro do ano passado.

Nesta quarta-feira (19), o ex-presidente participou da posse do novo presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Rafael Marques, e ouviu declarações de solidariedade de sindicalistas e militantes, que chegaram a questionar a atuação do Judiciário e dos meios de comunicação no País. Durante o evento, Lula disse que seus apoiadores não devem se preocupar com os “ataques” sofridos nos últimos dias.

“Não se preocupem porque há uma razão para isso: em 2010, quando lançamos a Dilma, a Dilma era um poste. Então vencemos. Agora, quando apresentamos Fernando Haddad aqui em São Paulo, vencemos. De poste em poste a gente está iluminando o Brasil inteiro”, disse o ex-presidente.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.