Brasil
Acompanhe:

Lula deve encontrar Biden nos EUA antes da posse, diz Haddad

Transição também avalia possibilidade do presidente eleito ir a Argentina ainda em dezembro

 (Horacio Villalobos/Getty Images)

(Horacio Villalobos/Getty Images)

A
Agência O Globo

30 de novembro de 2022, 19h33

Cotado para ser ministro da Fazenda, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad disse nesta quarta-feira que o presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), deve ir aos Estados Unidos para conversar com o presidente americano Joe Biden. A equipe do petista também avalia a possibilidade de Lula ir a Argentina ainda em dezembro.

Após participar de seguidas reuniões com Lula, Haddad deixou nesta quarta-feira o hotel na região central de Brasília em que o petista estava hospedado. Ele embarca para São Paulo e deve retornar à capital na segunda-feira.

"Estou otimista em relação ao Brasil, tem um choque de credibilidade com a eleição do Lula, está atraindo muita atenção de investidores estrangeiros, pude constatar isso na viagem ao Egito e em Portugal. Presidente deve se reunir com presidente Biden ainda antes da posse nos Estados Unidos, muitos convites de grande potência para encontrá-lo ou se for possível conversar com ele via virtualmente. O presidente vai concluir o ano tendo conversado com as grandes potências do mundo e na melhor perspectiva para o Brasil", disse Haddad.

Questionado por jornalistas se haveria possibilidade de Lula ir a China antes de tomar posse, Haddad afirmou que há convite, mas acredita que não haverá tempo hábil para uma segunda viagem de grande porte:

"Tem convite, mas penso que não haverá tempo para duas viagens interacionais desse porte. Talvez Estados Unidos e Argentina sejam duas viagens possíveis", concluiu.