Linha de transmissão de energia falha e afeta todas as regiões

Problema ocorreu em unidade em São Paulo

Uma falha na linha de transmissão que distribui energia gerada na região do Xingu para todo o país causou uma queda no fornecimento de eletricidade e desligou turbinas da usina de Belo Monte entre a manhã e a tarde desta sexta-feira.

Documento do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) obtido pelo O Globo revela que a falha na linha de transmissão desligou sete unidades geradoras da usina hidrelétrica de Belo Monte, no Pará. Isso equivale a aproximadamente 4.050 megawatts de energia. No momento da falha, cerca de 70.000 MW estavam em operação.

O blecaute durou cerca de meia hora e a situação já teria sido normalizada, de acordo com fontes do setor elétrico.

O problema começou por volta de 11h. De acordo com o ONS, às 11h45 todas as cargas do Sistema Interligado Nacional (SIN) foram restabelecidas.

A falha começou na linha de transmissão Xingu-Estreito, que liga a energia produzida no Pará a São Paulo. Essa linha de transmissão é administrada pela Belo Monte Transmissora de Energia (BMTE), que não tem relação com a usina de Belo Monte. A empresa não se manifestou.

Essa situação desligou o fornecimento de energia para localidades de todas as regiões do país, de acordo com o ONS. O número de estados afetados não foi informado.

"Estados afetados pela Interrupção: estados das regiões Sudeste/Centro-Oeste, Sul, Nordeste e Norte", diz o texto documento do ONS.

Um mecanismo chamado de Esquema Regional de Alívio de Carga (Erac) de maneira que a falha na linha de transmissão em Belo Monte não gerasse um apagão generalizado. O Erac desliga energia equivalente à falha para não sobrecarregar o sistema.

A linha de transmissão Xingu-Estreito é um bipolo, ou seja, não tem interrupções entre o Pará e São Paulo.

O problema desta sexta-feira foi causado por falhas na subestação de Estreito, em Sao Paulo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também