Fundador do PT entra com pedido de impeachment de Dilma

O jurista Hélio Bicudo, um dos fundadores do PT, entrou com o requerimento contra a presidente na Câmara dos Deputados

São Paulo – O jurista e político Hélio Bicudo, que foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT), entrou com um pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados.

Segundo a assessoria de imprensa da Câmara, o requerimento foi protocolado na tarde desta terça-feira.

Os dois argumentos possíveis a serem usados no pedido contra a presidente são as “pedaladas fiscais” – manobra que pode ter aliviado o resultado das contas públicas e será  julgada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) – e a suspeita de que as contas da campanha de Dilma em 2014 estão ligadas ao caso de corrupção da Petrobras 

Bacharel em Direito pela Universidade de São Paulo (USP), Bicudo chegou a ser eleito deputado federal (1991-1994) e atuou como vice-prefeito de São Paulo durante a gestão de Marta Suplicy, de 2001 a 2004. 

Em 2005 – quando surgiu o mensalão - ele se desfilou do PT e, posteriormente, chegou a declarar apoio a José Serra e Marina Silva. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.