Fora da agenda oficial, Temer participa de jantar do PR

O evento, que aconteceu na noite desta terça-feira, em Brasília, recebeu os novos parlamentares que migraram para o Partido da República
Temer: o presidente discursou por cerca de 15 minutos "sobre a República democrática" (Agência Brasil/Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Temer: o presidente discursou por cerca de 15 minutos "sobre a República democrática" (Agência Brasil/Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 11/04/2018 11:02 | Última atualização em 11/04/2018 11:02Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Brasília - Depois de ter recebido pelo menos oito parlamentares em sua agenda oficial, o presidente Michel Temer encerrou a terça-feira, 10, em um jantar promovido pela bancada do PR em Brasília.

O evento, realizado em um restaurante, reuniu também os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Alexandre Baldy (Cidades), além de lideranças do partido.

O jantar, que não constou na agenda oficial do presidente, foi para receber os novos parlamentares que migraram para o PR. A legenda ganhou oito deputados e perdeu cinco durante a janela partidária - período em que os políticos puderam trocar de sigla sem perder o cargo.

O prazo terminou no último sábado, dia 7. Além disso, o ex-ministro Maurício Quintella (PR) voltou para a Câmara para poder concorrer nas próximas eleições.

O presidente discursou por cerca de 15 minutos. "Ele (Temer) dissertou sobre a República democrática para os republicanos do PR", afirmou Padilha.

"O presidente faz questão de estar junto com os partidos de sua base, especialmente quando comemoram o crescimento de suas bancadas", completou o ministro.

Temer cumprimentou praticamente todos os deputados. Parlamentares brincaram com ele dizendo que já estava em campanha pela reeleição. Temer pretende concorrer em outubro.

Um dos maiores partidos do chamado Centrão, o PR havia sinalizado apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas com a condenação e prisão do petista, a legenda agora vem sendo assediada por outros pré-candidatos ao Palácio do Planalto, como o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Depois de o presidente deixar o local, Maia chegou ao jantar por volta das 22h20. Enquanto Temer participava do evento, o ministro Carlos Marun (Secretaria de Governo) estava na Câmara e conversava com deputados no plenário.

Os deputados tentavam votar projetos na área de segurança. Alguns parlamentares cobraram do ministro a liberação de emendas parlamentares.