Exército desembarca em Araraquara para guerra contra a Covid-19

Em lockdown desde o dia 16 com variante de Manaus e lotação de 100% dos leitos hospitalares, cidade pede ajuda das forças armadas para combater o coronavírus
Em lockdown, Araraquara fica vazia: agora, Exército ajuda no combate à pandemia na cidade (Divulgação/Prefeitura de Araraquara Saúde/Agência Brasil)
Em lockdown, Araraquara fica vazia: agora, Exército ajuda no combate à pandemia na cidade (Divulgação/Prefeitura de Araraquara Saúde/Agência Brasil)
Por Carla AranhaPublicado em 24/02/2021 17:17 | Última atualização em 24/02/2021 18:09Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A prefeitura de Araraquara, no interior de São Paulo, solicitou a ajuda do Exército para ações de combate ao coronavírus. O sistema de saúde da cidade, que possui 238 mil habitantes, entrou em colapso no último dia 16, quando as UTIs e leitos de enfermaria atingiram sua capacidade máxima, com 100% de lotação, e não puderam mais receber pacientes contaminados com a Covid-19.

Cerca de 30 militares do 13º Regimento de Cavalaria Mecanizado, com base em Pirassununga, chegaram à cidade nesta terça, dia 23, para ações de enfrentamento ao novo coronavírus. Segundo informações do Exército, os militares devem ficar em Araquaquara pelo menos até este domingo, dia 28.

A equipe enviada para Araraquara está realizando a descontaminação de locais como unidades de pronto atendimento e hospitais, além de espaços públicos ou privados de grande circulação de pessoas. "A ação foi solicitada pela prefeitura de Araraquara para contribuir com o controle da disseminação da Covid-19 na cidade", afirmou o Exército em nota.

Com quase 200 casos registrados por dia nas últimas semanas e a lotação dos hospitais, Araraquara vive uma situação dramática. Foi identificada na cidade a presença da variante do coronavírus encontrada em Manaus no começo do ano, considerada mais transmissível. O munícipio entrou em lockdown no último dia 16.

Os batalhões militares de São Paulo não descartam ações similares em outras cidades paulistas. Outros municípios, como Jaú, Bauru, Presidente Prudente, Campinas, Sorocaba e Valinhos, entre outros.