Ex-ministro Santos Cruz sofre princípio de enfarte e é internado

O general foi um dos primeiros ministros a serem demitidos pelo presidente Jair Bolsonaro (PL). Ele saiu do governo em junho de 2019, após uma briga com os filhos de Bolsonaro
Santos Cruz: Em novembro do ano passado, Santos Cruz se filiou ao Podemos (Agência Senado/Geraldo Magela)
Santos Cruz: Em novembro do ano passado, Santos Cruz se filiou ao Podemos (Agência Senado/Geraldo Magela)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 17/05/2022 14:11 | Última atualização em 17/05/2022 14:11Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O general Carlos Alberto dos Santos Cruz, ex-ministro da Secretaria de Governo, foi internado na noite desta segunda-feira, 16, no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, com princípio de enfarte. Filiado ao Podemos, o militar é uma das opções do partido para a eleição presidencial. O HFA ainda não havia divulgado boletim com o estado de saúde do militar até a publicação desta matéria.

"Fez um cateterismo e está internado lá no hospital", disse o líder do Podemos no Senado, Álvaro Dias (PR). De acordo com o parlamentar, pouco antes de ser internado, o militar conversou normalmente com a presidente da legenda, Renata Abreu. "Ontem de manhã ele estava se comunicando conosco. Parece que a Renata falou com ele à tarde", disse.

O general foi um dos primeiros ministros a serem demitidos pelo presidente Jair Bolsonaro (PL). Ele saiu do governo em junho de 2019, após uma briga com os filhos de Bolsonaro.

Em novembro do ano passado, Santos Cruz se filiou ao Podemos. Inicialmente seu objetivo era auxiliar na campanha presidencial de Sergio Moro, que também estava na sigla. Com a ida do ex-juiz ao União Brasil e a suspensão da pré-candidatura presidencial dele, o general decidiu ficar no Podemos e passou a ser citado como opção da legenda na eleição para a Presidência deste ano.

LEIA TAMBÉM:

Gasolina: defasagem de 20% deve gerar tensão entre governo e Petrobras

Bolsonaro sobre presidência da Petrobras: 'Pergunta para o Sachsida'