Em reunião, Lula diz que PT precisa reagir

Segundo relatos, Lula admitiu que economia do país passa por um "breve tempo" de dificuldades, mas garantiu que o Brasil retomará uma trajetória de crescimento

São Paulo - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva conclamou os correligionários do PT, durante reunião fechada do Diretório Nacional da sigla, nesta sexta-feira, 6, em Belo Horizonte, a reagirem e a não deixarem o partido só na defensiva, segundo informações de uma fonte.

Sobre a ação da PF que levou o tesoureiro do PT João Vaccari Neto para depor ontem, Lula afirmou, segundo a fonte, que a condução coercitiva não era necessária e que Vaccari teria ido prestar as informações necessárias caso tivesse sido notificado a fazê-lo.

Lula também defendeu que qualquer pessoa do partido que tenha cometido malfeitos deva responder individualmente por isso.

De acordo com relatos, Lula admitiu que a economia do país passa por um "breve tempo" de dificuldades, mas garantiu que o Brasil retomará uma trajetória de crescimento.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.