Eleitores de Freixo adotam estratégia para derrotar Crivella

Simpatizantes do candidato do PSOL estão usando tática que pode confundir eleitorado de prefeiturável do PRB

Brasília – A disputa eleitoral pelo município do Rio de Janeiro está movimentando as redes sociais. Os eleitores do candidato Marcelo Freixo (PSOL-RJ) adotaram uma estratégia para tentar reverter votos na reta final.

As hashtags #Freixo50 e #Crivella50 estão no Trending Topics do Twitter no Brasil. Mas qual está sendo a estratégia dos eleitores do PSOL? O eleitorado de Freixo tem usado #Crivella50 em seus tweets, o que pode confundir os eleitores do prefeiturável do PRB.

A tática já tinha sido utilizada pelos apoiadores de Freixo no primeiro turno, quando ele aparecia embolado nas pesquisas de intenção de voto na disputa pelo segundo lugar.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a estratégia não desrespeita nenhuma norma da Justiça Eleitoral, já que a iniciativa partiu dos movimentos sociais. Caberia punição apenas se ficasse comprovada que a estratégia foi impulsionada pela campanha do PSOL.

Segundo levantamento de Fábio Malini, coordenador do Laboratório de Estudos de Imagem e Cibercultura da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), a última semana antes do segundo turno foi mais favorável a Freixo do que a Crivella nas redes sociais. Cerca de 60% das interações no Twitter sobre as eleições do Rio de Janeiro foram favoráveis ao candidato do PSOL.

Além disso, Malini destacou que Crivella teria ativado uma rede de pastores da Igreja Universal e uma rede conservadora predominantemente militar-religiosa, ligada ao deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ).

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.